sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Paracleto ao entendimento

Esse artigo feito em forma de perguntas e respostas tenta ajudar os apologistas da torre de vigia a se tornarem apologistas da verdade:

Como que Cristo foi entronizado no primeiro século, enquanto Roma ainda dominava?

Resposta: Cristo foi entronizado como Rei do Reino dos Céus. Nos Domínios de cima. Cristo recebeu o Reino de Deus , não o reino do mundo. ("meu reino não faz parte do mundo")
De modo que Cristo começou a governar no meio de seus inimigos (no meio do mundo). 
Os que obedecem a Jesus são a representação terrestre do Governo de Deus (Templo)

Que reino ou domínio Jesus recebe após o domínio de potências, e durante o último domínio delas?

Cristo recebe o reino do MUNDO, dos domínios de baixo. O Reino do mundo se torna o reino de Deus e do seu Cristo. (jurisdição de baixo)

Qual a condição para Cristo receber o reino do mundo?
Jesus tem que construir o Templo, quer dizer, os seguidores de Jesus precisam vencer para que possam se sentar no trono , assim como se deu no caso de Jesus Crsito - Rev 3:21
Como conseqüência da vitória dos que obedecem à Jesus, o reino do mundo se tornará o reino de Cristo. Rev 11:15 - Daniel 7:25-27

Que reino Jesus receberá após o tempo de dominação das potências mundiais e durante o domínio do último animal da profecia? (Novamente)

Resposta: O Reino do Mundo. Os domínios de baixo.

O que significa então anjos serem sujeitos ao Cristo nos céus, como diz 1 Pedro 3:22?

Significa que Jesus, conforme ele mesmo disse, se tornou rei nos domínios de cima. Ele se assentou no trono de Jah. Rev 3:22
Usando as palavras do próprio apologista da Torre:

"ele foi enaltecido ainda mais do que já havia sido. (Filip. 2:9) Então, todos os anjos agora deviam reconhecer e homenagear Jesus ainda mais do que já era." -  Palavras de um apologista da Torre.  Pois bem tu mesmo o disseste!

Isso ocorreu justamente pois Jesus se tornou Rei lá em cima, entronizado (sentado no trono) do próprio Deus. Rev 3:21


Que coisas foram sujeitas à Jesus Cristo no primeiro século e que coisas ainda não fora sujeitas?

Jesus recebeu todas as coisas que pertencem a Deus ("ele sabendo que Deus entregara todas as coisas em suas mãos...começa a lavar os pés..." --- "todas as coisas que meu Pai tem são minhas"), ou seja, o Reino Celestial composto de anjos no céu e a congregação de seguidores na terra.
O que ainda não foi sujeito ao Cristo são os seus inimigos: o reino do mundo e como último inimigo a morte.
Desde que recebeu o reino dos céus no primeiro século Jesus vem reinando no meio dos inimigos. 

Diversos artigos nesse blog tratam desses temas em pormenores.

cookbook..facebook

Amados Amigos e Amados Inimigos leitores desse blog....eis meu endereço no cookbook ...ou melhor... facebook

https://www.facebook.com/paulo.vicentini.56

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Tampouco sejais chamados ‘Corpo Governante’ - Mateus 23:10

              Delírios Coletivos: os chamados ‘Governantes’

Mateus 23:10 Tampouco sejais chamados ‘Governante’, pois o vosso Governante é um só, o Cristo.

O objetivo de um dogma sempre foi o mesmo: Centralizar Poder.

E como o Dogma é por "natureza" inquestionável assim também é a autoridade que "emana do dogma".

No decorrer da História temos o mesmo padrão recorrente daqueles que sancionam os Dogmas a fim de estabelecer o seu Governo e Autoridade - se tornarem Governantes.

É tudo uma questão de Política. O que muda são apenas as armas.

Na política "profana" as armas são literais: já foram espadas, machados, mosquetes…agora são metralhadoras, tanques, aviões caça , submarinos, bombas nucleares, drones ,etc

O primero Corpo Governante na terra - já usavam suas armas

Quanto mais "potente" é a arma, mais o Governo está seguro de seu lugar no topo da pirâmide.

na política "sacra" as armas são os Dogmas: Infalibilidade Papal , Trindade,  a conhecida entre as testemunhas: a doutrina de 1914. (Sem esquecer dos outros políticos religiosos)

Independentemente do Dogma, o resultado é sempre o mesmo: Concentração de Poder.

Pode-se fazer um teste simples: Onde existir um Dogma (a Arma) vai existir um Corpo Governante, ou Corpo Papal, ou Presidente ou "Liderança" ou seja lá qual for o nome que você queira dar ao exercício da Concentração de Poder.

Os efeitos serão visíveis, os seus frutos serão reconhecidos:

O Corpo Governante de pessoas de todas as nações dominam sobre elas e os grandes homens, superintendentes, exercem autoridade sobre elas. (Mateus 20:25)

Haverá incondicionalmente a conjugação do verbo DOMINAR.

  "Não é assim entre vós???" . Mateus 20:26

E onde estiver o "Centro de Gravidade" da Autoridade, haverá as multidões de pessoas orbitando em torno do Corpo Governante: assim está politicamente formada a nação, seja ela nação sacra ou nação profana, nacionalista ou multinacional (geralmente as sacras controlam pessoas "de todas as nações profanas") . É tudo uma questão de se envolver profundamente na Política de Concentrar Poder para dominar nações.

Mas a quem cabe a derradeira culpa de haver Corpo Governante? Em última análise o governo só possui o poder que o povo lhe concede. É o povo que dá o poder para o Governante - povo impelido pela Arma (Dogma) - trata-se de um Delírio Coletivo.

Rev 17:18 "E a mulher que viste significa a grande cidade que tem um reino sobre os reis da terra."

                   "Não é assim entre vós" . Mateus 20:26

Quando o "povo" passar a obedecer as palavras abaixo:
Mateus  23:10 Tampouco sejais chamados ‘Governante’, pois o vosso Governante é um só, o Cristo.

Aí os governos sacros passarão a se comportar como os governos profanos (terão de se valer de suas armas)…os poderes dos céus serão abalados.

A melhor forma de Governo é o AUTODOMÍNIO  - neste somos guiados pelo Cabeça e não pelo "corpo".




A ninguém na terra chameis de vosso Corpo Governante