terça-feira, 7 de outubro de 2014

Tampouco sejais chamados ‘Corpo Governante’ - Mateus 23:10

              Delírios Coletivos: os chamados ‘Governantes’

Mateus 23:10 Tampouco sejais chamados ‘Governante’, pois o vosso Governante é um só, o Cristo.

O objetivo de um dogma sempre foi o mesmo: Centralizar Poder.

E como o Dogma é por "natureza" inquestionável assim também é a autoridade que "emana do dogma".

No decorrer da História temos o mesmo padrão recorrente daqueles que sancionam os Dogmas a fim de estabelecer o seu Governo e Autoridade - se tornarem Governantes.

É tudo uma questão de Política. O que muda são apenas as armas.

Na política "profana" as armas são literais: já foram espadas, machados, mosquetes…agora são metralhadoras, tanques, aviões caça , submarinos, bombas nucleares, drones ,etc

O primero Corpo Governante na terra - já usavam suas armas

Quanto mais "potente" é a arma, mais o Governo está seguro de seu lugar no topo da pirâmide.

na política "sacra" as armas são os Dogmas: Infalibilidade Papal , Trindade,  a conhecida entre as testemunhas: a doutrina de 1914. (Sem esquecer dos outros políticos religiosos)

Independentemente do Dogma, o resultado é sempre o mesmo: Concentração de Poder.

Pode-se fazer um teste simples: Onde existir um Dogma (a Arma) vai existir um Corpo Governante, ou Corpo Papal, ou Presidente ou "Liderança" ou seja lá qual for o nome que você queira dar ao exercício da Concentração de Poder.

Os efeitos serão visíveis, os seus frutos serão reconhecidos:

O Corpo Governante de pessoas de todas as nações dominam sobre elas e os grandes homens, superintendentes, exercem autoridade sobre elas. (Mateus 20:25)

Haverá incondicionalmente a conjugação do verbo DOMINAR.

  "Não é assim entre vós???" . Mateus 20:26

E onde estiver o "Centro de Gravidade" da Autoridade, haverá as multidões de pessoas orbitando em torno do Corpo Governante: assim está politicamente formada a nação, seja ela nação sacra ou nação profana, nacionalista ou multinacional (geralmente as sacras controlam pessoas "de todas as nações profanas") . É tudo uma questão de se envolver profundamente na Política de Concentrar Poder para dominar nações.

Mas a quem cabe a derradeira culpa de haver Corpo Governante? Em última análise o governo só possui o poder que o povo lhe concede. É o povo que dá o poder para o Governante - povo impelido pela Arma (Dogma) - trata-se de um Delírio Coletivo.

Rev 17:18 "E a mulher que viste significa a grande cidade que tem um reino sobre os reis da terra."

                   "Não é assim entre vós" . Mateus 20:26

Quando o "povo" passar a obedecer as palavras abaixo:
Mateus  23:10 Tampouco sejais chamados ‘Governante’, pois o vosso Governante é um só, o Cristo.

Aí os governos sacros passarão a se comportar como os governos profanos (terão de se valer de suas armas)…os poderes dos céus serão abalados.

A melhor forma de Governo é o AUTODOMÍNIO  - neste somos guiados pelo Cabeça e não pelo "corpo".




A ninguém na terra chameis de vosso Corpo Governante

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles

Quando esteve na terra Jesus fez distinção clara sobre o que era os domínios de baixo e o que era os domínios de cima:

João 8:23 De modo que prosseguiu a dizer-lhes: “Vós sois dos domínios de baixo; eu sou dos domínios de cima. Vós sois deste mundo; eu não sou deste mundo.

De modo que os "domínios de baixo" se referem ao mundo e os "domínios de cima" se referem ao "céu".

É muito importante saber distinguir esses dois "domínios" ou jurisdições quando se trata de desmantelar a doutrina de 1914.

Pois os apologistas da doutrina de 1914 na tentativa de defender o dogma misturam, conforme a conveniência, essas duas jurisdições.

Eles não levam em conta as palavras do próprio Jesus ao descrever o SEU Reino CELESTIAL:
Pilatos, eu tenho um Reino, mas ele é lá de cima - Lá eu sou o Rei
João:18 36 Jesus respondeu: “Meu reino não faz parte deste mundo. Se o meu reino fizesse parte deste mundo, meus assistentes teriam lutado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas, assim como é, o meu reino não é desta fonte.

No primeiro século, Jesus foi feito o Rei do Reino Celestial.
Deus entregou todas as coisas do Reino Celestial nas mãos de Jesus.
Até os anjos se tornaram súditos do Rei Jesus Cristo.  João 16:15, João 13:3 ,1 Pedro 3:22
No Céu, Jesus, qual Rei, sentou no trono de Seu Pai - Rev 3:21

"o meu reino é dos domínios de cima - lá quiseram eu como Rei sobre eles"
E o que dizer dos domínios de baixo, ou seja, o que dizer do reino do mundo?
Será que Jesus se tornou o rei do mundo no século XX conforme afirma o dogma de 1914? -
Vide Sentinela  15/2 de 2013 pp. 17-21
Sentinela - O reino do mundo.
Revelação 11:15
E o sétimo anjo tocou a sua trombeta. E houve vozes altas no céu, dizendo: “O reino do mundo (domínios de baixo) tornou-se o reino de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.”

Se Rev 11:15 se cumpriu no século XX, então os apologistas da doutrina de 1914 não poderiam mais usar a expressão:
"Meu reino não faz parte deste mundo."

Deveriam usar a expressão:

"Meu reino faz parte deste mundo." - O reino do mundo tornou-se o reino de Cristo.

Para saber se realmente o reino do mundo tornou-se o reino de Cristo, basta atentar-nos à expressão: "Se o meu reino fizesse parte deste mundo…"

"Se o meu reino fizesse parte deste mundo"

Eis a sequência de eventos que ocorrerão para que "o meu reino faça parte desse mundo":

 Jesus recebendo o Reino do Mundo - os domínios debaixo: ele vai sentar no trono dos domínios debaixo:

 “Quando o Filho do homem chegar [referente aos domínios de baixo] na sua glória, e com ele todos os anjos, então se assentará no seu trono [referente aos domínios de baixo] glorioso. E diante dele serão ajuntadas todas as nações [referente aos domínios de baixo], e ele separará uns dos outros assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. [referente aos domínios de baixo]” – Mt 25:31, 32.

 REINO DO MUNDO - REINO DO MUNDO - REINO DO MUNDO

Daniel 7:26 E o próprio Tribunal passou a assentar-se, e tiraram-lhe finalmente seu próprio domínio, a fim de [o] aniquilar e destruir totalmente.
27 “‘E o reino, e o domínio, e a grandiosidade dos reinos debaixo de todos os céus foram entregues ao povo que são os santos do Supremo. Seu reino é um reino de duração indefinida e a eles é que servirão e obedecerão todos os domínios.’

Nesse ponto, o reino do mundo ("reino debaixo de todos os céus") é entregue ao povo que são os santos do Supremo. Nesse ponto, “O reino do mundo torna-se o reino de nosso Senhor e do seu Cristo" - Rev 11:15

Como "o reino, e o domínio, e a grandiosidade dos reinos debaixo de todos os céus AINDA NÃO foram entregues ao povo que são os santos do Supremo, portanto Rev 11:15 ainda não se cumpriu.

Os "santos do Supremo" precisam vencer para poder sentar no trono - Rev 3:21
Vencer compreende ser "morto" pela mesma Organização-Besta responsável pelo homicídio de Jesus Cristo. Eles precisam encarar a morte:

Rev 12:11 E eles o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do seu testemunho, e não amaram as suas almas, nem mesmo ao encararem a morte.

Logicamente essa guerra no céu é simbólica (os que estão no céu literal - no mundo espiritual - não encaram a morte)
Encarando a morte nos lugares celestiais - Vai encarar?

Assim como no caso de Jesus, os Santos do Supremo tem "o céu aberto" em suas mentes, de modo que habitam (seus pensamentos e ações - quer dizer, em espírito) no Céu. (Efésios 2:6)

Nessa guerra, algumas "estrelas - ungidas" são arrastados "pra baixo" - para sua carnalidade mortal.
As estrelas cadentes -parte 1
As estrelas arrastadas para baixo - parte 2

Trata-se de uma  guerra entre Satanás e seus enviados versus Miguel e seus enviados. Todos os santos do supremo tem que ter a coragem para vencer o mundo, quer dizer a guerra. Jo 16:33

A guerra das estrelas - no céu

Quanto à razão de alguns considerarem Salomão como um rei, quando ele sentou na sombra do trono de Jah, mas negarem e não atribuírem o mesmo crédito Real à Jesus Cristo quando este sentou no Verdadeiro trono de Jah:

Jerusalém, Eis o teu Rei - irá reconhecê-lo?

Eis que sou Mais que Salomão, um rei, mas por que é que não me aceitam como REI?

O próprio Jesus responde qual a razão disso acontecer:

Lucas 19:27 - "não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles"

"não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles"
"não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles"

Se você ler matéria de apologistas do corpo governador, encontrará várias frases dizendo: "Jesus não se tornou rei no primeiro século".

Quando o assunto é Jesus Rei no primeiro século, a resposta dos seguidores de Baal - O Governante é:
 ‘Não queremos que este [homem] se torne rei sobre nós.’ "Não temos rei senão Baal - o Corpo Governante"

No "espírito de Elias", usemos a espada contra os adoradores de Baal:

Portanto, "trazei para cá estes inimigos meus que não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles e abatei-os diante de mim.’” - Lucas 19:27

Abaterei eles com a espada que sai da minha boca.
 /***************************************************************/

                            Você Sabia?

  • Que o Livro de Daniel capítulo 11 retrata duas grandes guerras que ocorrem ANTES da terminação do sistema de coisas, antes da "sinteleia" ou "tempo do fim"?

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/05/as-quatro-guerras-mundiais.html

  • Que o livro de Daniel capítulo 11 descreve o tempo do fim (sinteleia) a partir do verso 40 ?

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2013/09/o-rei-do-norte-age-com-eficiencia-parte.html

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/03/tempo-do-fim-daniel-1140-sinteleia.html

  • Que Bertrand Russell, citado em revista publicada pela WatchTower (Despertai!, de 22 de março de 1993 (p. 11))  era um dos fomentadores da Agenda de uma Nova Ordem mundial por meio de um Governo Global?

Ele era um ativista da ONU.
Promovia a "Nova Ordem" usando a famosa abordagem "Problema - Reação- Solução"
Causando o Problema: Guerras, fomes, pestilências, Caos
Para Vender a Solução: Governo Global. 

Bertrand Russell cunhou o pensamento: Governo Mundial ou Extinção da Humanidade
 (World Government or Extinction of Humanity)

Note o que ele escreveu em The Impact of Science of Society:

Para lidar com esse problema [aumento populacional e diminuição de suprimentos] será necessário encontrar modos de
previnir um aumento da população mundial. Se isso é pra ser feito sem guerras, pestilências e fomes, isso demandará
uma autoridade internacional poderosa.
Essa autoridade deve gerenciar o alimento do mundo para as várias nações em proporção com sua população no momento do
estabelecimento da autoridade.
Se qualquer nação subsequentemente aumentar sua população tal nação não deve receber mais alimento por causa disso.
O motivo para não aumentar a população seria portanto bastante convincente. - 124

"unification under a single government is probably necessary unless we are to acquiesce in either
 a return to barbarism or the extinction of the human race." - Bertrand Russell

"unificação debaixo de um único governo é provavelmente necessário a menos que consintamos a um retorno ao barbarismo ou a extinção da raça humana."

Bertrand Russel promovia a "Agenda 1914".  (A Primeira e a Segunda guerra foram forjadas pela elite mundial - assim como a guerra que virá por aí)

 

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Logos & Lógica

Seja "X" uma hipótese (doutrina , ensinamento).
Se a hipótese (doutrina) "X" DEPENDE de N premissas (p1, p2, p3, ..., pN).
Então a doutrina "X" é correta se e somente se cada uma das premissas (p1, p2, p3, .., pN) forem corretas. "X" depende das N premissas.

Quantas premissas devem estar erradas para provar que a hipótese "X" é uma mentira?
Basta UMA premissa errada.
Se a doutrina "X" possuir apenas UMA premissa falsa. Então a doutrina "X" é falsa.
(a verdade não possui premissas falsas, não possui contradições)

Seja 1(um) Verdade (V) e 0 (zero) Falso (F). Temos:

1 x 1 x 1 x 1 ....x 1 x 0 = 0 (basta um fator ser zero)

Os itens abaixo invalidam várias premissas da doutrina de 1914:

-1: Jesus se tornou Rei do Céu no primeiro século - inclusive sobre os anjos (1 Pedro 3:22, Rev 3:21)
-2: Jesus foi o Maior rei que reinou em Jerusalém - Mais que Salomão
-3: Nos dias de Jesus a cidade de Jerusalém com seu templo ainda representava o governo de Deus na terra.
-4: O Trono de Jah não ficou vago por 2520 anos , uma vez que a tenda de Davi foi reconstruída quando o Messias , como rei do Céu, propiciou que pessoas das nações (as outras ovelhas) recebessem espírito santo.
-5: Os tempos dos gentios estão relacionados à Revelação 11:1-3 (futuro e não passado)

Todos esses itens acima estão explicados em pormenores em dezenas de artigos nesse blog. Todos esses itens acima desmantelam a doutrina de 1914 que possui como premissas:


-1: Jesus NÃO se tornou Rei do Céu no primeiro século, NÃO se tornou rei sobre os anjos no primeiro século
-2: Jesus NÃO reinou em Jerusalém - ele não foi um rei que reina.
-3: A cidade de Jerusalém com seu templo deixou de representar o governo de Deus na terra em 607 AEC.
-4: O Trono de Jah ficou vago por 2520 anos. Jesus não assentou no trono de seu Pai ao ascender ao céu.
-5: Os tempos dos gentios Não estão relacionados à Revelação 11:1-3.


O problema com certas pessoas é que elas não acreditam na Lógica.  Elas acreditam naquilo que ELAS QUEREM ACREDITAR. Não importa quão ilógico seja. A falta de lógica se chama INSENSATEZ ou Irracionalidade. 

Basta Uma premissa falsa para tornar o resultado final falso:
Tabela da Verdade: Basta Uma Mentira (F).

João 10:23 e Jesus estava andando no templo, na colunata de Salomão. 24 Portanto, os judeus rodearam-no e começaram a dizer-lhe: “Quanto tempo hás de manter as nossas almas na expectativa? Se tu és o Cristo, dize-nos francamente.” 25 Jesus respondeu-lhes: “Eu vos disse, e ainda assim não acreditais. As obras que eu faço em nome de meu Pai, essas dão testemunho de mim. 26 Mas, vós não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas.