terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Não vades após eles.

                         Não vades após eles.

Jesus Cristo, ao descrever os eventos que precederiam sua segunda vinda, admoestou  seus discípulos com as seguintes palavras:

Lucas 21:8 Ele disse: “Acautelai-vos de que ninguém vos desencaminhe; porque muitos virão à base do meu nome, dizendo: ‘Sou eu’, e: ‘Aproximou-se o tempo devido.’ Não vades após eles.

Em 1908 a WatchTower (dirigida por C.T. Russel) publicou um livro com o seguinte título: 'O tempo está próximo'


Livro de 1908 "O Tempo está próximo"
 O que a vasta maioria dos associados da WatchTower hoje desconhecem é que C.T. Russel ensinava que em 1914 seria o Armagedom em si, e que, o que as testemunhas consideram hoje como sendo a "pasousia", "tempo do fim", para a WatchTower daquele tempo, havia iniciado em 1874
(C.T. Russel nunca ensinou que a presença iniciasse em 1914)

Note um trecho do livro "Escola de Profetas" (de 1922) publicado pela WatchTower:



Traduzindo um trecho interessante: 
a - Parousia - presença , mal traduzido como "vinda" em Mateus 24:3.27.37., 1 Cor 15:23. (Ninguém sabia previamente o tempo desse evento [1874] - Mateus 24:42-44)
b- Epifania - manifestação, tornou a parousia conhecida para os "vigilantes" (Começou em 1878)
c- Apocalipses - revelação, desvelar (início em 1914)

O que eu acho surpreendente é que no item 'a' o artigo confirma que a presença não poderia ser prevista!!
O artigo diz, referindo-se à presença [parousia]:
"Ninguém sabia previamente o tempo desse evento [1874]"

(Segundo a WatchTower na época, a presença começara em 1874)

Isso me toca pois no primeiro semestre desse ano (2012) eu tive vastas considerações com vários anciãos, superintendente viajante ,etc. Nessas discussões eu afirmava (e afirmo) que o início da presença do Senhor Jesus não pode ser previsto, é aleatório, imprevisível . Mateus 24:36
Tal evento inesperado (imprevisível) é similar ao dia em que, uma semana antes do Dilúvio, Noé foi ordenado por Deus à entrar na Arca para realizar a "colheita" dos animais.

É fato histórico que a WatchTower Society tem proclamado uma presença de Cristo prematura. Isso é perigoso. 

Especialmente para os que receberam o testemunho do espírito santo. Acreditarão na mentira? Continuarão a acreditar? Até quando? (2 Tessalonicenses 2:11-12)

Mateus 24:23 “Então, se alguém vos disser: ‘Eis aqui está o Cristo!’, ou: ‘Ali!’, não o acrediteis. 24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios, a fim de desencaminhar, se possível, até mesmo os escolhidos. 25 Eis que eu vos avisei de antemão.

É fato histórico que a WatchTower Society tem proclamado:  ‘Aproximou-se o tempo devido.’  - conforme Jesus predissera.

A própria doutrina de 1914 que a WatchTower insiste em se apegar é desmantelada pela Bíblia. Vários artigos desse blog demonstram isso - veja o índice de assuntos . (Eu suspeito que se C.T Russel estivesse vivo em nossos dias, ele mesmo já teria descartado a doutrina de 1914)

Quão sabio é acatar o conselho do único Líder dos filhos de Deus: "Não vades após eles"

Deuteronômio 18:21 E caso digas no teu coração: “Como saberemos qual a palavra que Jeová não falou?” 22 quando o profeta falar em nome de Jeová e a palavra não suceder nem se cumprir, esta é a palavra que Jeová não falou. O profeta proferiu-a presunçosamente. Não deves ficar amedrontado por causa dele.’)

Download do livro Escola de Profetas: 

13 comentários:

Anônimo disse...

a url não foi encontrada

ExatoVerdade disse...

Ok, arrumei - obrigado

Anônimo disse...

Olá irmão , quem são os escorpiões de apocalipse 9:3-6 ?

ExatoVerdade disse...

Deixando as Escrituras responderem, temos:
Ezequiel 2:6
6 “E tu, ó filho do homem, não tenhas medo deles;+ e não tenhas medo das suas palavras, por haver os obstinados,+ e coisas que te picam,+ e por estares morando entre escorpiões.+ Não tenhas medo das suas palavras+ e não fiques aterrorizado diante das suas faces,+ pois são uma casa rebelde.+ 7 E tens de falar-lhes as minhas palavras, quer ouçam quer se refreiem [de ouvir], pois são um caso de rebelião.+

Anônimo disse...

(E tinham sobre si rei, o anjo do abismo; em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom.)
Passado é já um ai; eis que depois disso vêm ainda dois ais.
E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus,
A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: (Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.)
E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.
E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles.
E assim vi os cavalos nesta visão; e os que sobre eles cavalgavam tinham couraças de fogo, e de jacinto, e de enxofre; e as cabeças dos cavalos eram como cabeças de leões; e de suas bocas saía fogo e fumaça e enxofre.
Por estes três foi morta a terça parte dos homens, isto é pelo fogo, pela fumaça, e pelo enxofre, que saíam das suas bocas.

Irmão há a possibilidade destes escorpiões serem anjos presos no tártaro , e que serão usados como instrumento de Deus na destruição dos iníquos ?

ExatoVerdade disse...

Quais seriam as bases bíblicas para isso? Eu não vejo base...

Revelação é descrito em sinais Rev 1:1
Lembre-se que Jesus descreveu os fariseus em termos de "cobras", "víboras".

Assim, essa descrição de Rev pode muito bem, conforme a exegese Bíblica, descrever pessoas.

Note que da boca destes, saem coisas venenosas: fumaça, enxofre. Pode ser uma descrição dos que propagam as falsidades promulgadas por Betel.

Anônimo disse...

Meu jovem,raciocine bem no que você está dizendo,pois sua especulação pessoal depõem contra ti mesmo,afinal,segundo você mesmo,é um "ungido selado" e a praga dos gafanhotos é da parte de Deus e se direciona aos não selados.Além do mais,os escorpiões não são o foco da visão.Eles são usados apenas como "comparações".A praga NÃO É DE ESCORPIÕES e sim de gafanhotos,portanto,os escorpiões nada representam na visão a não ser como algo descritivo.As sete tijelas são semelhantes as sete trombetas e vem da parte de Deus sob sua aprovação contra os ímpios!

ExatoVerdade disse...

Interessante que não fui eu que disse que sou um "ungido selado". É vc que está dizendo isso. A única coisa que eu sei que eu sou: pecador, e imerecidamente convidado pelo E.S.
Longe de mim é eu trazer glória pra mim mesmo. Quem se auto glorifica "fiel e discreto", essa glória não vale nada - João 8:54

As pragas de Deus (julgamentos) começam sobre o seu povo, quer dizer - sobre aqueles que receberam testemunho do E.S (Atos 15:14-18, 1 pedro 2:10, Ef 2:19)

O julgamento começa com a casa de Deus - 1 Pedro 4: 17

Jeremias 25:29 Pois, eis que é sobre a cidade sobre a qual se invoca o meu nome que eu principio a trazer calamidade

Como no caso precedente, Jah usou os Babilônios para julgar o seu povo. Assim os incircuncisos nos corações (gentios - das nações) também podem ser usados para julgar a congregação de ungidos (pisá-los).

O exército de incircuncisos no coração (não judeus espirituais) pisariam a nação santa - Romanos 2:28, 1 Pedro 2:9

O livro de Daniel também fala da Verberação do Rei do Norte (Babel) sobre o povo de Deus (ungidos)

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/a-parte-final-da-verberacao.html

Não é a toa que as 2 Testemunhas estão vestidas de saco - Rev 11:1-2
E Cantam o Cántico de Moisés
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/um-cantico-para-o-fim-dos-dias.html


Anônimo disse...

A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: (Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.)
E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.

Irmão qual o significado destas palavras enigmáticas ; pode interpreta-las ?

Anônimo disse...

O apóstolo Paulo salientou que a ira de Deus é expressa primariamente na situação de permitir que os humanos experimentem o efeito doloroso de agir contrário à voz da consciência, com o objetivo de que eles se sintam motivados a mudar suas atitudes. (Romanos 1:18 – 2:11) Provavelmente as pragas mencionadas no livro do Apocalipse devem ser consideradas nessa mesma luz. Estas pragas podem ser entendidas como o abandono da humanidade por parte de Deus, para que a humanidade experimente as amargas conseqüências de desafiar e odiar intensamente os caminhos enobrecedores dele. O objetivo em mira, entretanto, não é simplesmente permitir que os humanos experimentem uma retribuição por suas ações, e sim conduzi-los ao arrependimento. Isto é confirmado pelo fato de que, com referência àqueles que sobrevivem à primeira série de pragas, o registro inspirado diz: “O restante da humanidade que não morreu por essas pragas, nem assim se arrependeu das obras das suas mãos; eles não pararam de adorar os demônios e os ídolos de ouro, prata, bronze, pedra e madeira, ídolos que não podem ver nem ouvir nem andar. Também não se arrependeram dos seus assassinatos, das suas feitiçarias, da sua imoralidade sexual e dos seus roubos.” (Apocalipse 9:20, 21). A menção de sua recusa em mudar de proceder indica que eles poderiam ter feito isso, mas escolheram endurecer em seus caminhos maldosos e que desonram a Deus. Mesmo a expressão final da ira divina (aparentemente representada pelo derramamento das “sete taças da ira de Deus” sobre a terra) não exclui a possibilidade de arrependimento. (Apocalipse 15:1; 16:1).
Pouco antes do derramamento das taças da ira divina, os conquistadores ou vencedores, em razão de terem resistido às intensas pressões para se tornarem adoradores da besta e de sua imagem, são descritos como estando nas proximidades do trono de Deus. (Apocalipse 15:2; compare com 4:2-6) Isto sugere que todos os cristãos genuínos atingiram sua herança celestial. Sua boa influência para o bem entre os humanos na terra terá ido embora com eles. De modo que quando o Todo-Poderoso, em expressão de sua ira, abandonar totalmente a humanidade às amargas conseqüências de terem desconsiderado a voz da consciência, eles colherão de modo inapelável os frutos de sua atitude. Ainda assim, em face do juízo divino que se avizinha, a canção daqueles que ganharam vitória ressoa com um refrão de esperança: “Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus todo-poderoso. Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações. Quem não te temerá, ó Senhor? Quem não glorificará o teu nome? Pois tu somente és santo. Todas as nações virão à tua presença e te adorarão, pois os teus atos de justiça se tornaram manifestos.” (Apocalipse 15:3, 4) Que testemunho grandioso isso dá sobre o amor de Deus! Mesmo no período final de julgamento, a porta do arrependimento permanece aberta para pessoas de todas as nações. A expectativa desses cantores é que muitos, por causa dos julgamentos justos, virão a ter um temor reverente de Deus e o adorarão voluntariamente. Sendo parte da Palavra profética dele, esta canção deverá se cumprir.
Assim, o amor e a compaixão de Deus não são retidos, mesmo quando ele está expressando sua ira. Ninguém perderá as alegrias e as bênçãos que nosso Pai Celestial deseja conceder à humanidade a não ser que a pessoa escolha, de maneira deliberada e desafiadora, pisotear o amor dele. Considerando que a plenitude do amor dele ultrapassa a nossa compreensão, podemos ter toda a confiança de que Ele nunca abandonará aquele que quiser ser seu filho e aceitar de modo apreciativo o que Ele fez por meio de seu Filho amado, Jesus Cristo.
Esperamos termos esclarecido o assunto.

"mentes bereanas"

Anônimo disse...

Como no caso precedente, Jah usou os Babilônios para julgar o seu povo. Assim os incircuncisos nos corações (gentios - das nações) também podem ser usados para julgar a congregação de ungidos (pisá-los).e é exatamente isto que vc faz nos seus artigos

ExatoVerdade disse...

Anônimo, ( ou aquele que anda no escuro)

Mateus 10:24 “O discípulo não está acima do seu instrutor, nem o escravo acima do seu senhor. 25 Basta que o discípulo se torne como o seu instrutor e o escravo como o seu senhor. Se chamaram de Belzebu ao dono da casa, quanto mais [chamarão] assim aos de sua família? 26 Portanto, não os temais; pois não há nada encoberto que não venha a ser descoberto e não há nada secreto que não venha a ser conhecido. 27 O que eu vos digo na escuridão, dizei na luz;* e o que ouvis sussurrado, pregai dos altos das casas.


Pregando do alto das casas...

ExatoVerdade disse...

Anônimo (que anda em escuridão)

João 3:7 Não te maravilhes por eu te dizer: Vós tendes de nascer de novo.

João 3:19 Agora, esta é a base para o julgamento: que a luz+ veio ao mundo,+ mas os homens amaram mais a escuridão do que a luz,+ porque as suas obras eram iníquas. 20 Pois quem pratica coisas ruins odeia a luz e não se chega à luz, a fim de que as suas obras não sejam repreendidas.21 Mas, quem faz o que é verdadeiro se chega à luz,+ a fim de que as suas obras sejam manifestas como tendo sido feitas em harmonia com Deus.”