segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Os Tempos dos Gentios


              Os Tempos dos Gentios


Que evento ocorreria ANTES de Jerusalém ser pisada?
Resposta: Uma coisa Repugnante deveria ser avistada (passar a ser vista de pé no lugar santo)

Jesus disse em Marcos 13:14
No entanto, quando avistardes a coisa repugnante que causa desolação estar de pé num lugar onde não devia (que o leitor use de discernimento), então, comecem a fugir para os montes os que estiverem na Judéia.

A coisa repugnante seria vista (avistada) ANTES da desolação ou pisoteio pelos gentios , portanto, nos dias de Jesus ,Jerusalém ainda não estava sendo pisada!!! 

'Conforme falado por intermédio de Daniel' - o povo santo é pisado. 

Lembre-se por favor do contexto dessa profecia (a respeito dos tempos dos gentios – de Jerusalém ser pisada) conforme expressa em Mateus 24:15

15 “Portanto, quando avistardes a coisa repugnante que causa desolação, conforme falado por intermédio de Daniel, o profeta, estar em pé num lugar santo, (que o leitor use de discernimento)”

O escritor praticamente exige que relacionemos, conforme o contexto e toda harmonia Bíblica, o período de Jerusalém (lugar santo) ser cercada, e por fim desolada e pisada durante 'os tempos dos gentios' com a profecia em Daniel.

Em Daniel 11:31, lemos:

31 E erguer-se-ão braços procedentes dele [Rei do Norte]; e eles hão de profanar o santuário, o baluarte, e remover o [sacrifício] contínuo. “E hão de constituir a coisa repugnante que causa desolação."

Vemos portanto que o rei do Norte profana o lugar santo, o 'baluarte' e remover o sacrifício contínuo:

Daniel 7:25 E falará até mesmo palavras contra o Altíssimo e hostilizará continuamente os próprios santos do Supremo. E tentará mudar tempos e lei, e serão entregues à sua mão por um tempo, e tempos e metade de um tempo

O Livro de Revelação lança ainda mais luz sobre a questão dos Tempos dos Gentios:


Rev 11:1,2
1 E foi-me dada uma cana igual a uma vara, ao dizer-me ele: “Levanta-te e mede o [santuário do] templo de Deus e o altar, e os que nele adoram. 2 Mas, quanto ao pátio que está de fora do [santuário do] templo, lança-o completamente fora e não o meças, porque foi dado às nações, e elas pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses

Tanto Daniel 7:25 como Revelação 11:2 concordam na duração:

"e serão entregues à sua mão por um tempo, e tempos e metade de um tempo"

"e elas pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses"


O texto de 1 Pedro 2:9 também lança luz naquilo que seria a 'cidade santa' a ser pisoteada:

1 Pedro 2:9
Mas vós sois “raça escolhida, sacerdócio real, nação [cidade] santa, povo para propriedade especial, para que divulgueis as excelências” daquele que vos chamou da escuridão para a sua maravilhosa luz”


1 Cor 3:16 Não sabeis que vós sois templo de Deus e que o espírito de Deus mora em vós? 17 Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; pois o templo de Deus é santo, [templo] esse que sois vós.

Gal 6:16 E todos os que andarem ordeiramente segundo esta regra de conduta, sobre estes haja paz e misericórdia, sim, sobre o Israel de Deus.

Romanos 2:29 Mas judeu é aquele que o é no íntimo, e a [sua] circuncisão é a do coração, por espírito, e não por um código escrito. O louvor desse não vem de homens, mas de Deus.

Assim vemos que os tempos dos gentios se referem ao tempo em que os cristãos ungidos são pisados pelos gentios.

Gentios ou "pessoas das nações" são pessoas que não são "judeus no íntimo" ou cristãos gerados por Espírito.

Assim o cumprimento de Lucas 21:20-24 tem a ver com o "Israel de Deus" e não com o "de carne".

O livro de Revelação capítulo 11 versos 1,2 coloca o pisoteio no futuro em relação aos dias de Jesus e não no passado.
Quem seria pisado seria os cristãos ungidos também chamado de Templo de Deus.


------------------------------------------------------------
Nota:
É óbvio que o pisoteio não poderia ter começado em 70 EC com a destruição de Jerusalém pelos romanos. O que mostra que não começou em 70 EC é justamente o texto de Rev 11:2 – pois Revelação foi escrito cerca de 25 anos após a destruição do Templo em Jerusalém em 70 EC. , mostrando que essas palavras de Jesus em Lucas 21:24, teriam uma aplicação futura (assim como vários outros sinais da presença) .
A realidade é que o texto de Revelação 11:2 complementa Lucas 21:24 posicionando-o , conforme o próprio contexto de Lucas, no contexto da terminação do sistema de coisas – em que o Israel de Deus ou cristãos ungidos seriam pisados pelos "não judeus" ou gentios (pessoas que não são geradas pelo Espírito)
-----------------------------------------------------------




 APÊNDICE


Consideremos aquilo que Jesus se referiu como 'tempo dos Gentios' ou tempos de designados das nações, conforme lemos em Lucas 21:20-24:

Outrossim, quando virdes Jerusalém cercada por exércitos acampados, então sabei que se tem aproximado a desolação dela. 21 Então, comecem a fugir para os montes os que estiverem na Judéia, e retirem-se os que estiverem no meio dela, e não entrem nela os que estiverem nos campos; 22 porque estes são dias para se executar a justiça, para que se cumpram todas as coisas escritas. 23 Ai das mulheres grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Porque haverá grande necessidade na terra e furor sobre este povo; 24 e cairão pelo fio da espada e serão levados cativos para todas as nações; e Jerusalém será pisada pelas nações, até se cumprirem os tempos designados das nações.

Analisemos o contexto dessas palavras:
Como sabemos, o estilo do escritor Lucas é relatar as coisas em ordem cronológica.
---------------------------------------------------------
Nota: No Livro ‘Dê Testemunho Cabal’ sobre o Reino de Deus página 151 parágrafo 10, Lemos:

'Assim, a casa de Ticio Justo tornou-se o local onde a recém formada congregação cristã de Corinto se reunia. Se esse relato tiver sido escrito em ordem cronológica, como é o estilo de Lucas, então a conversão daqueles judeus ou prosélitos aconteceu depois de Paulo ter sacudido suas roupas.'

------------------------------------------------------------------------------------

Atente para a sequência lógica (estilo de Lucas) de ações ou eventos nos versos mencionados acima. Todas essas ações incidem sobre Jerusalém – o sujeito das orações:

0) Jerusalém “em paz” (elogio ao Templo)
1) 'Jerusalém cercada'...
2) 'aproximado a desolação dela'
3) 'Jerusalém será pisada'

Assim o contexto impõe obrigatoriamente uma condição de causa e efeito sobre o estado do sujeito , ou seja, sobre Jerusalém. A progressão de ações (verbos) que incidem sobre Jerusalém (sujeito) são os responsáveis pela mudança de estado do sujeito (Jerusalém). Podemos descrever a seguinte máquina de estados ou fluxo sobre Jerusalém:

Estado inicial: Jerusalém 'em paz'. (Estado 0)
Evento: Cerco por exércitos acampados (Causa)
Próximo estado (Efeito): Jerusalém cercada (Causa)
Próximo estado (Efeito): aproximado a desolação (Causa)
Próximo estado (Efeito): Jerusalém pisoteada ou desolada.

0)Jerusalém em paz → 1) 'Jerusalém cercada' → 2) 'aproximado a desolação dela' → 3) Jerusalém pisoteada


O estado inicial ('Jerusalém em paz') é facilmente decorrido do contexto. Na verdade aquilo que levou a todas essas palavras de Jesus nesse capítulo de Lucas foi justamente a discussão em torno do Templo em Jerusalém em seu estado inicial, lemos (Lucas 21:5-7):
5 Mais tarde, visto que havia certos falando sobre o templo, que este estava adornado com pedras excelentes e com coisas dedicadas, 6 ele disse: “Quanto a estas coisas que estais observando, virão os dias em que não ficará aqui pedra sobre pedra sem ser derrubada.” 7 Interrogaram-no então, dizendo: “Instrutor, quando serão realmente estas coisas e qual será o sinal quando estas coisas estão destinadas a ocorrer?”

Note que Jesus disse “virão os dias” “não ficará” - futuro

Portanto o contexto do relato de Lucas indica uma relação de causa e efeito (estilo Cronológico) a respeito de Jerusalém ( não ficar pedra sobre pedra no Templo (dentro de Jerusalém), de Jerusalém ser cercada por exércitos, de se aproximar a desolação dela e de , finalmente, ser pisada).

O Entendimento que vem sido aplicado por nós Testemunhas de Jeová referente à expressão no verso 20: 'Jerusalém cercada por exércitos acampados', é essa passagem ser interpretada como se aplicando à cristandade na ocasião em que a "coisa repugnante que causa desolação" atacar a cristandade.

Por outro lado, quatro versos depois (no mesmo contexto) a mesma Jerusalém é interpretada como representando o Reino de Deus na Terra.

Tal tipo de interpretação se caracteriza como uma interpretação dúplice (A mesma coisa, no mesmo contexto, tendo dois sentidos diferentes) ( Ezequiel 12:24).
Seria o mesmo que, em lógica, defender o seguinte:

Seja X ('Jerusalém'), afirmamos que:
A) X + 3 = 10;
B) X + 5 = 11;

Em A) temos que X = 7, em B) temos que X = 6. Não seria isso uma interpretação dúplice e equivocada para X ?
Pois estaria afirmando que 6 = 7 que é logicamente errado ou mentira.

Jeová sendo um Deus que ama a Verdade não permite interpretação dúplice (Ezequiel 12:24). As Escrituras Sagradas produzidas pela Maior Mente do Universo - Jeová, deve passar pelo escrutínio da lógica. Afinal de contas, Jeová é o Grande Matemático. Jeová se apega aos seus próprios princípios condenando portanto erros de lógica. ( Ezequiel 12:24)
O Raciocínio Lógico é uma das ferramentas que nos ajudam a crer em Deus (vide prólogo).

A interpretação correta dessa passagem de Lucas não pode violar a continuidade e integridade contextual , não pode violar o estilo lógico nem a relação Causa/Efeito nesses versos e nem estar em desarmonia com o resto das Escrituras.

Voltando na progressão de estados de Jerusalém':

Estado inicial: Jerusalém 'em paz'.
Evento: Cerco por exércitos acampados (Causa o)
Próximo estado (Efeito): Jerusalém cercada (Causa o)
Próximo estado (Efeito): aproximado a desolação (Causa o)
Próximo estado (Efeito): Jerusalém pisoteada ou desolada.

Efeito (Jerusalém pisada pelas nações) não pode vir ou se cumprir antes da Causa (Jerusalém cercada por exércitos [das nações] )

Efeito (até então entendido no ensino de 1914 como se cumprindo em 607 AEC) não poderia ocorrer ANTES da Causa desse Efeito: quando virdes Jerusalém cercada por exércitos.

Portanto relacionar os tempos dos gentios, o seu início, à data de 607 AEC viola o princípio lógico de Causa e Efeito e viola a condição obrigatória de ausência de duplicidade nas Escrituras. - depondo contra o item (E) de 1914.



Voltemos agora às palavras de Jesus sobre 'os tempos dos gentios'

'Jerusalém será pisada pelas naçõesaté se cumprirem os tempos designados das nações.' - Lucas 21:20

Para medirmos a força da relação dessas passagens bíblicas, façamos uma análise Morfológica, Sintática, Semântica e Contextual das frases abaixo:

Lucas 21:24 → chamaremos de passagem de Lucas
'e Jerusalém será pisada pelas nações, até se cumprirem os tempos designados das nações.'

Rev 11:2 → chamaremos de passagem de Revelação
porque foi dado às nações, e elas pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses.”

                    Análise Morfológica

Substantivos em Lucas: 'Jerusalém' , 'nações' , 'tempos',
Substantivos em Revelação: 'nações', 'cidade santa', 'quarenta', 'dois', 'meses'.

Verbos em Lucas: 'será' (futuro do presente) , 'pisada' (particípio), cumprirem (futuro do subjuntivo)
Verbos em Revelação: 'foi'(pretérito), dado (particípio) , 'pisarão' (futuro do presente) .

                     Análise Semântica



                     Análise Sintática

Sujeito em Lucas: 'Jerusalém' ( sofre ação do verbo pisar)
Predicado em Lucas: 'será pisada pelas nações, até se cumprirem 'os tempos designados das nações'.[objeto direto]'

Sujeito em Revelação: elas [ as nações ]
Predicado: 'pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses'

Tanto em Lucas quanto em Revelação, podemos afirmar o seguinte:
Quem sofre a ação do pisoteio é 'Jerusalém' ou a 'cidade santa'
Quem pratica a ação de pisotear são 'as nações'.
O pisoteio, nos dois casos, possui um período específico de duração:
Lucas: até se cumprirem os tempos designados das nações.
Revelação: por quarenta e dois meses.

Notamos portanto total similaridade e muita correlação entre a passagem de Lucas com Revelação.
Podemos até mesmo Experimentar trocar (permutar) as frases acima que possuam a mesma cor:

'e a cidade santa será pisada pelas nações por quarenta e dois meses'
porque foi dado às nações, e elas pisarão Jerusalém até se cumprirem os tempos designados das nações

Podemos até mesmo juntar todas as frases numa só:

'e Jerusalém - a cidade santa será pisada pelas nações - e elas pisarão - porque foi dado às nações, até se cumprirem os tempos designados - por quarenta e dois meses'

Veja a correspondência ou similaridade quanto às palavras usadas (Lucas → Rev):

Jerusalém” → “cidade santa”

será pisada pelas nações” → “foi dado às nações, e elas pisarão”

até se cumprirem os tempos designados das nações.” →
por quarenta e dois meses”

Ainda mais, essas palavras não são apenas relacionadas em sua morfologia, semântica, sintaxe , são também quanto ao contexto em que elas foram ditas:

No caso das Palavras registradas em Lucas note o contexto inicial da conversa que gerou todas essas palavras de Jesus:

Lucas 21:5
5 Mais tarde, visto que havia certos falando sobre o templo, que este estava adornado com pedras excelentes e com coisas dedicadas, 6 ele disse: “Quanto a estas coisas que estais observando, virão os dias em que não ficará aqui pedra sobre pedra sem ser derrubada.” 7 Interrogaram-no então, dizendo: “Instrutor, quando serão realmente estas coisas e qual será o sinal quando estas coisas estão destinadas a ocorrer?”

falando sobre o templo”- localizado dentro da cidade santa.

'não ficará' [futuro] aqui pedra sobre pedra sem ser derrubada. - pedra derrubada no chão, pisoteada – no futuro.

'quando serão' – Falando do Futuro
“ qual será” - Falando do Futuro
estão destinadas a ocorrer” - ainda não ocorreram mas estão destinadas a ocorrer – Futuro.

Jesus, nesse capítulo 21 de Lucas, estava se referindo contextualmente aos eventos que ocorreriam no futuro, durante o Futuro dia do Senhor, durante a sua futura presença.
Vale lembrar que Jesus conjugou o verbo "ser" no Futuro do Presente: "Jerusalém será pisada".
O Futuro do Presente é usado para falar de ação ou acontecimento que ocorrerá no futuro relativamente ao momento em que se fala.


Da mesma forma, o livro de Revelação descreve os eventos que ocorreriam durante o dia do Senhor ou presença de Cristo, ou seja, na mesma época futura ou mesmo contexto histórico dos eventos descritos em Lucas 21.
Como lemos em Rev 1:10:
Por inspiração, vim a estar no dia do Senhor.

------------------------------------------------------------
Nota:
É óbvio que o pisoteio não poderia ter começado em 70 EC com a destruição de Jerusalém pelos romanos. O que mostra que não começou em 70 EC é justamente o texto de Rev 11:2 – pois Revelação foi escrito cerca de 20 anos após o cumprimento primário em 70 EC (Destruição de Jerusalém) , mostrando que essas palavras de Jesus em Lucas 21:24, teriam uma aplicação futura (assim como vários outros sinais da presença) .
A realidade é que o texto de Revelação 11:2 complementa Lucas 21:24 posicionando-o , conforme o próprio contexto de Lucas, durante a terminação do sistema de coisas – no futuro em relação aos dias de Jesus.
------------------------------------------------------------

Conforme já analisamos, a 'cidade santa' a ser pisoteada é relacionada ao nome de Jeová, pois é justamente esse nome que torna 'algum lugar' 'santo'. 


Assim, de acordo com essa passagem, a 'cidade santa' ou 'lugar santo' a ser profanado pela coisa repugnante que causa desolação é a 'nação santa' são os remanescente da semente, a congregação de cristãos ungidos ainda na terra (o único e real 'lugar santo' na terra onde Jeová colocou o Seu Nome)

O Espírito de Jeová, “reside” na congregação de cristãos ungidos para que eles “divulguem as excelências” do Reino de Deus como embaixadores de Cristo. Isso faz deles 'um lugar santo' (Jesus não disse: um lugar que 'parece' santo)

A relação entre Lucas 21:24 e Revelação 11:2 nos permite não apenas posicionar os tempos dos gentios no futuro – no dia do Senhor, mas também saber a sua duração:

" Jerusalém será pisada pelas nações, até se cumprirem os tempos designados das nações*."
"As nações pisarão a cidade Santa por quarenta e dois meses"

Logo, da 'equação' acima temos que:
Os tempos designados das nações eqüivalem a quarenta e dois meses

Assim tanto Revelação 11:2 como Lucas 21:24 e Daniel 7:25 profetizam sobre o mesmo assunto, apontando para o futuro em relação ao tempo que foi escrito: o tempo em que pessoas das nações (pessoas que não são cristãos ungidos) pisam o "judeus no íntimo", os gerados pro Espírito , de modo que é ilógico usar "o tempo designado das nações" como prova substancial para a data de 1914.

4 comentários:

chatlittle monstro disse...

Realmente não tenho mais duvidas , parabéns , fique com Deus.

Anônimo disse...

Paulo, obrigado pela explicação detalhada e lógica mas me desculpe pela minha ignorância. Ainda não entendi:
Quando começa o tempo dos gentios?
E depois que começar, durará 42 semanas, é isso? Semans literais ou de anos (2520 anos)?
Abraço.

Anônimo disse...

Correção: 42 messes e não 42 semanas.

Anônimo disse...

Não sei se voces viram o ultimo estudo de A SENTINELA DE JULHO DE 2014 QUE FALAM O ABAIXO:

15 O que significa essa ilustração? Paulo compara a congregação a ‘uma casa grande’ e os cristãos a “vasos”, ou utensílios domésticos. Numa casa, alguns utensílios podem ficar contaminados por substâncias perigosas ou por falta de higiene. Uma dona de casa mantém separados os utensílios limpos, como os de cozinha, dos utensílios contaminados.

16 Do mesmo modo, para levar uma vida limpa, o povo de Jeová hoje deve evitar ter amizade com alguns na congregação que vez após vez desrespeitam os princípios de Jeová. (Leia 1 Coríntios 15:33.) Se devemos evitar ter amizade com alguns de dentro da congregação, quanto mais com os de fora dela, muitos dos quais são ‘amantes do dinheiro, desobedientes aos pais, desleais, caluniadores, ferozes, sem amor à bondade, traidores e mais amantes de prazeres do que amantes de Deus’. — 2 Tim. 3:1-5.

Em sintese é o seguint, acho que estão fazendo o inicio da fase de segregação, infelismente já começou ou seja se esta ensinando o povo a fugir das pessoas sofredoras e que procuram estar com o PAI DE ALGUMA FORMA....mesmo com sdificuldades, sofrendo estão lá no salão fazendo oque podem ... pobres, famintos, sofredores,,, agora as pessoas de dentro da dianteira lá da GOVERNANÇA OS SABIOS APOSTOLOS COMEÇAM A SEGREGAR... AFINAL SE EU JA HAVIA ME ESQUECIDO DAQUELE TEXTO QUE FALA ASSIM


( e saberão que sois meus discipulos se tiverem amor entre vos )