quarta-feira, 25 de julho de 2012

A Jurisprudência, a Vida e a insensibilidade dos corações


Gostaria de considerar a questão do Sangue: 
Vou lembrar dois termos que talvez deva conhecer (desculpe-me se estou sendo redundante aqui):

1) Isonomia: Igualdade perante a Lei, Equidade

2) Jurisprudência: Refere-se à aplicação de estudo de casos jurídicos anteriores na tomada de decisões judiciais. Predomina a regra do precedente, temperada pela aplicação do princípio da equidade (isonomia).

Quando certas questões não são explicitamente, ou diretamente expressas na Palavra de Deus, nós temos que seguir o Príncípio contido na Bíblia - é por isso que a Bíblia é um livro grande, com vários casos e eventos e exemplos de julgamentos de homens debaixo do "ponto de vista" de Deus - isso para aprendermos não só as Leis mas também os princípios por detrás das Leis.

Por exemplo: o cristão pode praticar esportes? Como volei, futebol, corrida, etc? Sim
Mas seria certo para um cristão pular de bungee-jump - um esporte radical?
Não, pois seria um caso de expor sua própria vida para a morte - é perigoso esse esporte - seria expor a si mesmo ao assassinato (de você mesmo). Embora a Bíblia não cite o caso específico da prática de esporte do bungee-jump, por isonomia e jurisprudência, aplicamos a Lei em Exodo 20:13 “Não deves assassinar."

Aplicar o Princípio dessa Lei por jurisprudência e isonomia a casos não citados explicitamente evita mortes desnecessárias, por exemplo (um caso a esmo encontrado):
Leis e Regras seguem Princípios que são aplicados por Jurisprudência e Isonomia quando temos dúvidas quanto a certo proceder e ao que fazer.

Vamos ao caso do Sangue.
A Bíblia diz a respeito do sangue para os cristãos:
Atos 15:20 "Abster-vos do Sangue"
Atos 21:25
"Quanto aos crentes dentre as nações, já avisamos, dando a nossa decisão, de que se guardem do que é sacrificado a ídolos, bem como do sangue e do estrangulado, e da fornicação.”

Assim, a Palavras de Deus diz: Abster-vos, Guardai-vos do Sangue. - Portanto O Sangue é Sagrado para Jeová.

O que deve ocorrer com uma pessoa que violar o SAGRADO SANGUE para Jeová? - Deve morrer. Ou seja, quem violar o Sangue deve sofrer a PENA CAPITAL, a PENA DE MORTE. Isso mostra o quão sagrado é o sangue aos olhos de Deus.

Assim temos todas as "dimensões" e o "peso" de julgamento do Sangue em relação aos olhos de Jeová:
Violar Sangue <-----> Incorre em Morte

A pergunta agora é a seguinte: É permitido para um cristão praticar a transfusão de Sangue?

Como no caso do bungee-jump a Bíblia não diz explicitamente sobre o caso específico de uma transfusão (Ela não cita explicitamente a palavra transfusão) . Pra isso é necessário então realizar a interpretação da Lei. E pra isso a jurisprudência supre a falta de explicitude. (Não temos uma lei direta, explícita, nos dizendo assim: "Não deves fazer transfusão de sangue")

A pergunta é: Existe na Bíblia algo que estabeleça Jurisprudência (exemplo precedente de julgamento) nesse caso? Que Predomine a regra do Precedente, temperada pela aplicação do princípio da equidade.
Vejamos:
A Palavras de Deus dizia para os israelitas (Regra estabelecida como Precedente):

Exodo 31:14 E tendes de Guardar o Sábado, pois é algo santo para vós. O profanador dele será positivamente morto. Caso haja alguém fazendo nele alguma obra, então essa alma tem de ser decepadado meio do seu povo.

Lemos também em Exodo 20:8:
 “Lembrando* o dia de sábado para o manteres sagrado, 9 deves prestar serviço e tens de fazer toda a tua obra por seis dias. 10 Mas o sétimo dia é um sábado para Jeová, teu Deus. Não deves fazer nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu animal doméstico, nem teu residente forasteiro que está dentro dos teus portões. 11 Pois em seis dias fez Jeová os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há, e no sétimo dia passou a descansar. É por isso que Jeová abençoou o dia de sábado e passou a fazê-lo sagrado.

Vemos portanto que O Sábado era algo extremamente Sagrado para Jeová.

O que deveria ocorrer com uma pessoa que violasse [fazendo no sábado alguma obra] o SAGRADO SÁBADO? - Deveria morrer. Sofrer PENA CAPITAL, a PENA DE MORTE.
Temos um caso desse nas Escrituras:

Números 15:32 Enquanto os filhos de Israel continuavam no ermo, acharam certa vez um homem apanhando gravetos no dia de sábado. 33 Então os que o acharam apanhando gravetos trouxeram-no a Moisés e a Arão, e a toda a assembléia. 34 Puseram-no então em detenção, porque não se esclarecera o que se havia de fazer com ele. 35 Então, Jeová disse a Moisés: “O homem, sem falta, deve ser morto, toda a assembléia atirando nele pedras, fora do acampamento.” 36 Concordemente, a assembléia inteira levou-o para fora do acampamento e atirou nele pedras, de modo que morreu, assim como Jeová mandara a Moisés.

Assim temos todas as "dimensões" e o "peso" de julgamento do Sagrado Sábado em relação aos olhos de Jeová:

Violar Sábado <-----> Incorre em Morte

Pergunta: Houve alguma vez que a Violação do Sábado [ por fazer nele alguma obra ] não incorreu em culpa de pena capital? Qual foi o motivo da absolvição?

A Bíblia - A Palavra de Deus - fornece os exemplos precedentes:

Mateus 12:1 Naquela época, Jesus passou pelas searas, no sábado. Seus discípulos ficaram com fome e principiaram a arrancar espigas e a comer. 2 Vendo isso, os fariseus disseram-lhe: “Eis que teus discípulos estão fazendo o que não é lícito fazer no sábado [Estavam fazendo nele alguma obra - Exodo 31:14 ].” 3 Ele lhes disse: “Não lestes o que Davi fez quando ele e seus homens ficaram com fome? [Jesus usou de jurisprudência por citar julgamento precedente em relação a algo sagrado que não era em si o Sábado: pães da apresentação ] 4 Como entrou na casa de Deus, e comeram os pães da apresentação, algo que não lhe era lícito comer, nem aos que estavam com ele, mas apenas aos sacerdotes? 5 Ou, não lestes na Lei que os sacerdotes no templo, nos sábados, não tratam o sábado como sagrado e permanecem sem culpa? 6 Mas eu vos digo que algo maior do que o templo está aqui. 7 No entanto, se tivésseis entendido o que significa: ‘Misericórdia quero, e não sacrifício’, não teríeis condenado os inocentes. 8 Porque Senhor do sábado é o que é o Filho do homem.”

9 Tendo partido dali, entrou na sinagoga deles; 10 e eis que havia ali um homem com a mão ressequida! De modo que lhe perguntaram: “É lícito curar [fazendo no Sábado alguma obra - Exodo 31:14 ] no sábado [violando-o assim]?” para que pudessem conseguir uma acusação contra ele. 11 Ele lhes disse: “Quem é o homem entre vós que, tendo uma só ovelha, e, caindo esta numa cova, no sábado, não a agarra e levanta para fora? 12 Afinal de contas, quanto mais vale um homem que uma ovelha! Por isso é lícito fazer uma coisa excelente no sábado.” 13 Disse então ao homem: “Estende a tua mão.” E ele a estendeu, e ela foi restabelecida sã como a outra mão.
  • Jesus e seu discípulos "violaram" o Sábado [pena de morte] por fazer nele alguma obra mas não foram considerados culpados.

- Jesus usou o fato de Davi e seus homens violarem algo SAGRADO, a saber : os pães da apresentação como justificativa da "violação do Sábado" - comparando da mesma forma Sagrado com Sagrado: Sábado com os Pães da apresentação.
  • Davi e seus homens: "comeram os pães da apresentação, algo que não lhe era lícito comer e permaneceram sem culpa"
    Note que Jesus não tentou justificar à base da Lei a ação de Davi e seus homens, Jesus disse simplesmente: “não lhe era lícito comer” (Ponto)

algo que não lhe era lícito comer, nem aos que estavam com ele
Jesus confirmou que Davi e seus homens fizeram o que era ilícito. Jesus não buscou brechas ou furos na Lei a fim de justificar a ação de Davi, Jesus justificou a ação de Davi por meio de Misericórdia por causa da “existência de um homem”

Se perguntássemos para Jesus:

Jesus, era lícito Davi e seus homens comerem dos pães da proposição?
Jesus respondeu sem rodeios ou sem buscar brechas na Lei: “não lhe era lícito comer, nem aos que estavam com ele

- Jesus realizou uma obra de cura (algo relacionado a uma vida humana) no Sábado - violou assim o mandamento de não fazer alguma obra no Sábado - mas não recebeu a pena capital por causa disso.
- Jesus deu a justificativa para violação do Sagrado Sábado: Fazer uma obra excelente [ajudar outro] por causa de "quanto mais vale um homem"
- Jesus disse que eles mesmos violavam o Sábado [sagrado] por causa de uma ovelha.
- ‘Misericórdia quero, e não sacrifício’ - Seria errado do ponto de vista de Jeová caso Jesus não fizesse nada por aquele homem 'sacrificando-o' assim por causa da Santidade do Sábado. Jeová preferia a Misericórdia do que o Sacrifício, a despeito de se 'violar' o Sábado Sagrado 'fazendo nele alguma obra' - Exodo 31:14
O Motivo disso era porque o Sábado veio em existência por causa do Homem e não o Homem por causa do Sábado, como veremos a seguir:

Assim, neste Caso Jurídico, temos o Sábado Violado por causa de se fazer uma obra excelente para o Homem – Curá-lo.

Continuando Marcos 2:23
23 Aconteceu então que ele estava passando pelas searas, no sábado [Exodo 31:14] , e seus discípulos, em caminho, principiaram a arrancar espigas [fazendo uma obra]. 24 De modo que os fariseus foram dizer-lhe: “Olha! Por que fazem eles no sábado o que não é lícito?” 25 Mas ele lhes disse: “Nunca lestes nenhuma vez o que Davi fez quando passou necessidade e ficou com fome, ele e os homens com ele? 26 Como entrou na casa de Deus, no relato sobre Abiatar, o principal sacerdote, e comeu os pães da apresentação, os quais não é lícito comer, a não ser aos sacerdotes, e deu também deles aos homens que estavam com ele?” 27 Prosseguiu assim a dizer-lhes: “O sábado veio à existência por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; 28 portanto, o Filho do homem é Senhor até mesmo do sábado.”

De novo nesse mesmo relato vemos como Jesus usou de Jurisprudência (caso precedente) em citar algo Sagrado (os pães da apresentação) que fora violado em favor da existência de um homem.
Os pães da apresentação não era o mesmo que o Sábado, mas representam o mesmo valor sagrado (mesma dimensão e peso).
Da mesma forma, O Sábado não é o mesmo que o Sangue per si , mas representam o mesmo valor sagrado. (O que é Sagrado pra Jeová é Sagrado - mesmo valor sagrado , mesma condenação: morte)
Se o Sábado foi Violado por causa da Existência de um Homem, da mesma forma, por Jurisprudência o Sangue pode ser Violado por causa da Existência de Um Homem.

Se o Sábado foi violado para se fazer uma obra excelente (uma Cura) , aplicando então a regra precedente e princípio de equidade, o mesmo se pode Fazer com o Sangue (Sagrado).

Pães da Apresentação ou Sábado ou Sangue = Todos equivalentemente sagrados para Deus (a violação fútil ocorre em morte)
Assim podemos afirmar - pelo mesmo princípio equivalente do Sábado, a respeito do Sangue:
O [SANGUE] veio à existência por causa do homem, e não o homem por causa do [SANGUE];

Genesis 1:26 E Deus prosseguiu, dizendo: “Façamos [o] homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança”

Deus Não disse: Façamos [o] Sangue à nossa imagem, segundo a nossa semelhança

Agora vamos ao relato em Marcos 3:1
1 Novamente, ele entrou numa sinagoga, e ali havia um homem com a mão ressequida. 2 Vigiaram-no assim de perto para ver se curaria [isto é, fazer alguma obra] o homem no sábado, a fim de que pudessem acusá-lo. 3 E ele disse ao homem com a mão ressequida: “Levanta-te [e vem] para o centro.” 4 A seguir, disse-lhes: “É lícito, no sábado, fazer uma boa ação ou fazer uma má ação, salvar ou matar uma alma?” Mas eles ficaram calados. 5 E, depois de olhar para eles, ao redor, com indignação, estando profundamente contristado com a insensibilidade dos seus corações, disse ao homem: “Estende a tua mão.” E ele a estendeu, e sua mão foi restabelecida.

É lícito, no sábado, fazer uma boa ação ou fazer uma má ação, salvar ou matar uma alma?

Lembre-se da Lei:
Exodo 31:14 E tendes de Guardar o Sábado. Caso haja alguém fazendo nele alguma obra, então essa alma tem de ser decepada do meio do seu povo.

Novamente: É lícito, no sábado, fazer uma boa OBRA ou fazer uma má OBRA, Salvar ou Matar uma alma [vida]?

Do mesmo modo, a Lei para os cristãos hoje é: Atos 21:25 "se guardem do sangue”. 'Caso haja alguém fazendo com ele [sangue] alguma obra, então essa alma tem de ser decepada do meio do seu povo.'

Trazendo para os nossos dias - A pergunta:
É lícito, com o Sangue [sagrado], fazer uma BOA OBRA ou fazer uma MÁ OBRA, SALVAR ou MATAR uma alma [vida]?

Não seria essa a reação de Jesus?
E, depois de olhar para eles, ao redor, com indignação, estando profundamente contristado com a insensibilidade dos seus corações...”

Jesus disse que BOA OBRA seria SALVAR uma Vida e que uma MÁ OBRA seria MATAR uma vida - isso sob a condição de VIOLAR O SÁBADO [Sagrado]- 'alguém FAZENDO nele alguma OBRA'

Sabemos o que Jesus fez...

Agora o mesmo relato em Lucas 6:6
6 No decorrer de outro sábado [sagrado] , entrou na sinagoga e começou a ensinar. E havia ali um homem cuja mão direita estava ressequida. 7 Os escribas e fariseus observavam-no então de perto para ver se havia de curar no sábado [fazer uma obra no sábado], a fim de acharem um modo de acusá-lo. 8 Ele sabia, porém, dos seus raciocínios; contudo, disse ao homem com a mão ressequida: “Levanta-te e fica em pé no centro.” E ele se levantou e ficou em pé. 9 Jesus disse-lhes então: “Eu vos pergunto: É lícito, no sábado, fazer o bem ou causar dano, salvar ou destruir uma alma?” 10 E, depois de olhar em volta para todos eles, disse ao homem: “Estende a tua mão.” E ele fez isso, e a sua mão foi restabelecida. 11 Mas eles se encheram de insensatez e começaram a falar entre si sobre o que poderiam fazer a Jesus.

'É lícito, no sábado [sagrado], fazer o bem ou causar dano, salvar ou destruir uma alma?'

De Novo a Lei:
Exodo 31:14 E tendes de Guardar o Sábado, pois é algo santo para vós. Caso haja alguém fazendo nele alguma obra, então essa alma tem de ser decepada do meio do seu povo.

Atos 21:25 "se guardem do sangue

Pergunta: 'É lícito, com o sangue [sagrado], fazer o bem ou causar dano, salvar ou destruir uma alma [vida]?'

Trocando em miúdos: 'É lícito salvar uma alma [vida] com o sangue?'

Jesus "violou" o sagrado - fez um trabalho, uma obra para salvar uma alma [vida]. [ Mesmo que essa vida fosse morrer mais cedo ou mais tarde] - Ele agiu em harmonia com o seguinte: 'Misericórdia quero e não sacrifício [de uma vida]'.

Portanto, devido à abundância de precedentes da questão da vida humana em relação ao SAGRADO (pães de apresentação ,Sábado e para os cristãos o Sangue) - A Jurisprudência (exemplo pré estabelecido) da Palavra de Deus deveria ser mantida, esta, em todos os casos e em todas as instâncias, favoreceu a Vida Humana em Detrimento do Sagrado [pães e sábado ], estabelecendo o mesmo princípio para o Sangue; não por que eu quero assim , mas porque a regra precedente assim estabelece: 'Misericórdia quero e não sacrifício'

Malaquias 3:6 “Pois eu sou Jeová; não mudei.
Hebreus 13:8 'Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre.;

Não estou incentivando o uso leviano do Sangue.  Dou preferência a não usar o Sangue. Há riscos em usar Sangue. 
Acontece que embora hoje exista várias técnicas eficazes a fim de se evitar o uso do Sangue, e devemos procurar tais técnicas sempre, a verdade é que como última alternativa, último recurso e suplício, num ato desesperado de Misericórdia , o sangue poderia ser usado 'por causa da existência de um homem' , 'para salvar uma Alma'. 'O sangue veio à existência por causa do homem [por causa da vida do homem] e não o homem por causa do sangue'

Afinal das contas, Jesus disse em:
Lucas 6: 36 Continuai a tornar-vos misericordiosos, assim como vosso Pai é misericordioso

Persisti em falar de tal modo e persisti em proceder de modo tal como os que hão de ser julgados pela lei dum povo livre. 13 Pois, quem não praticar a misericórdia terá o [seu] julgamento sem misericórdia. A misericórdia exulta triunfantemente sobre o julgamento.Tiago 2:12

               É de César a culpa?

Alguns comparam a transfusão de sangue por causa de uma doença com o desafio de lealdade que era imposto pelos Césares aos cristãos do passado.

Se um Imperador atual lhe obrigasse na seguinte questão:

Tome sangue ou então lhe matarei”

É óbvio que o Cristão não deve tomar o sangue, pois o César está desafiando a autoridade de Jeová na questão.
Caso o cristão seja morto, ele não vai morrer devido ao sangue, ele irá morrer por causa de um assassino: César. A culpa de Sangue recairá sobre a Cabeça do Imperador.

Por exemplo, Satanás exigiu que Jesus transformasse pedras em pão. Jesus não realizou isso pois se negou a obedecer à Satanás.
Contudo, quando foi realmente necessário transformar “pedras em pão” para alimentar uma multidão, Jesus o fez. Mais de uma vez

O Contexto deve ser levado em conta. Jeová o Justo Juiz com certeza sabe levar em conta o contexto.

No caso de uma doença, um problema de saúde, nem César, muito menos “a criança doente” é culpado de nada:

João 9:1 Ora, quando ia passando, viu um homem cego de nascença. 2 E seus discípulos perguntaram-lhe: “Rabi, quem pecou, este homem ou os seus pais, de modo que nasceu cego [doente]?” 3 Jesus respondeu: “Nem este homem pecou, nem os seus pais, mas foi para que as obras de Deus fossem manifestas no seu caso.


Assim no caso de doença, a Soberania de Deus não está sendo desafiada, tampouco Deus é culpado pela doença, portanto pode-se usar de Misericórdia com base na Jurisprudência (Casos precedentes “pela causa de um homem”)
Lembre-se do caso precedente quando Deus não exigiu de Abraão que sacrificasse seu filho até a morte.
Gen 22:12 E ele prosseguiu, dizendo: “Não estendas tua mão contra o rapaz e não lhe faças nada, pois agora sei deveras que temes a Deus, visto que não me negaste o teu filho, teu único.”

Abraão não entregou seu Filho para a morte e mesmo assim continuou a ser chamado de 'Amigo de Deus'. Os que fazem o mesmo, também continuam como amigos de Jeová.

Esse caso de Abraão estabelece um precedente que Deus não exige a vida de nossos filhos quando a questão da Soberania não é desafiada (“Nem este menino pecou, nem os seus pais”)

Bastaria a Jurisprudência, porém o próprio conceito de “frações primárias e secundárias” do sangue praticado atualmente é insustentável.

É impossível fracionar aquilo que é sagrado

Mateus 23:16 “Ai de vós, guias cegos, que dizeis: ‘Se alguém jurar pelo templo, isto não é nada; mas, se alguém jurar pelo ouro do templo, ele está sob obrigação.’ 17 Tolos e cegos! O que, de fato, é maior, o ouro ou o templo que santifica o ouro? 18 Também: ‘Se alguém jurar pelo altar, isso não é nada; mas, se alguém jurar pela dádiva nele, ele está sob obrigação.’ 19 Cegos! O que, de fato, é maior, a dádiva ou o altar que santifica a dádiva? 20 Portanto, quem jurar pelo altar, está jurando por ele e por todas as coisas sobre ele.

por ele e por todas as coisas sobre ele.”

Jurar pelo Sagrado Templo ou pelo ouro do Sagrado Templo ou pelo altar ou pela dádiva no altar - a responsabilidade ou peso ou obrigação é a mesma – indivisível, atômico.

Ouro do Templo.
Altar do Templo
dádiva no altar do Templo.

É impossível retirar o predicativo “Do Templo”.

O mesmo se dá com os componentes do Sagrado Sangue:
Hemácia do Sangue
Hemoglobina na Hemácia do Sangue

É impossível retirar o predicativo “Do Sangue”.
Toda hemoglobina é sintetizada do Sangue .

Quem usar o Sangue está usando o Sangue e todas as coisas nele.

Todas as coisas no Sangue são Sagradas

 Cegos! O que, de fato, é maior, a dádiva [Sangue] ou o altar [A Vida em si da Pessoa] que santifica a dádiva [Sangue]?



    Misericórdia: A Regra do Amor


                          A Regra:
Atos 15:28 Pois, pareceu bem ao espírito santo e a nós mesmos não vos acrescentar nenhum fardo adicional, exceto as seguintes coisas necessárias: 29 de persistirdes em abster-vos de coisas sacrificadas a ídolos, e de sangue, e de coisas estranguladas, e de fornicação. Se vos guardardes cuidadosamente destas coisas, prosperareis. Boa saúde para vós!”

          Regra do Amor ou Regra da Lei?

1 Cor 8:1 Agora, acerca dos alimentos oferecidos a ídolos: sabemos que todos nós temos conhecimento. O conhecimento enfuna, mas o amor edifica. 2 Se alguém pensa que tem adquirido conhecimento de algo, ele ainda não [o] conhece como devia conhecer. 3 Mas, se alguém ama a Deus,+ este é conhecido por ele.
4 Ora, acerca de comer alimentos oferecidos a ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há Deus senão um só.

"abster-vos de coisas sacrificadas a ídolos"

"de comer alimentos [coisas] oferecidos [sacrificadas] a ídolos"

Será que a Bíblia se contradiz?
Seria o apóstolo Paulo um apóstata?
Estaria Paulo fora do Templo de Deus?

Atos 15:27,28 Não é Regra da "Lei cristã", é Regra do Amor: No concílio em Jerusalém foi acordado que os cristãos gentios deveriam respeitar amorosamente a consciência dos irmãos cristãos judeus - ser sensível à consciência dos outros.

A misericórdia exulta triunfantemente sobre o julgamento.

Atualmente se um cristão fizer uso de Hemoglobina ele não será expulso da congregação (usar hemoglobina é questão de consciência). Mas se ele usar hemácias (glóbulo vermelhos) então ele será expulso.

Será que a hemoglobina é menos importante que as Hemácias (glóbulos vermelhos)?

Por que o Sangue é Vermelho? Por que as hemácias são também chamadas glóbulos vermelhos?

O Sangue “é vermelho” pois contém uma proteína chamada hemoglobina.

A hemoglobina é responsável pela respiração celular: liberam CO2 e captam O2 nos alvéolos pulmonares. Captam CO2 e liberam O2 nos tecidos do corpo.

Sem hemoglobina não há respiração celular
Células que não respiram, morrem.
Sem respiração celular , não há produção de Energia (ATP) para realizar trabalho...prover impulsos elétricos no cérebro, etc.

Uma das mais importantes reações bioquímicas é a Respiração celular:

C6H12O6 + 6O2 --- resp. Celular → 6CO2 + 6H2O + Energia

Da onde vem o Oxigênio (O2) da reação acima? O Oxigênio é transportado pela Sagrada hemoglobina!

Nos tecidos, o metabolismo gera dióxido de carbono e abaixa o PH (aumenta a acidez), o PH reduzido promove a liberação de oxigênio pela diminuição da afenidade da hemoglobina por oxigênio

Hemácias “proibidas”, Hemoglobinas “permitidas”

Entender funcionalmente essas “entidades” biológicas torna a regra acima ainda mais ilógica.

Um fato fascinante a respeito das células vermelhas (hemácias) é que em sua fase operacional elas não contém núcleo, nem mitocôndria, ou seja, células vermelhas operacionais não contém DNA!
E a razão disso é incrível: Possibilitar Mais espaço para hemoglobinas!

O objetivo da célula vermelha é ter tantas hemoglobinas quanto forem possíveis!

Logo que a célula vermelha está pronta para “operar”, após sua fase de crescimento, ela se desfaz de seu núcleo, ela empurra o seu núcleo para fora da célula a fim de dar prioridade para as hemoglobinas.

Quanto mais hemoglobina você tem...mais oxigênio você pode carregar.

As hemáceas são células que perdem o núcleo durante a fase de maturação. Elas perdem suas organelas para que "caiba" mais hemoglobina dentro delas. Desta forma, elas não tem núcleo nem cromossomos, são anucleadas, por isso não se dividem. Também não possuem mitocôndrias, por isso não realizam oxidação da glicose, apenas fermentação. Essas células permanecem no corpo por 80 a 120 dias.

Questão filosófica: Estão ainda vivas as células vermelhas uma vez que elas perderam o seu DNA? Ou elas são apenas envelopes , pacotes ou vasos sem vida para transportar Oxigênio por meio da hemoglobina ?

Por que as hemoglobinas precisam ser empacotadas dentro da membrana da célula vermelha?

Isso ocorre para não comprometer o fluxo sangüíneo , pois senão o sangue seria mais viscoso, assim empacotando as hemoglobinas dentro desses envelopes contribui para o fluxo do sangue.
A Membrana da célula vermelha aumenta a eficiência no transporte da hemoglobina.
A membrana é responsável pela deformabilidade, flexibilidade e durabilidade da “sacola de hemoglobinas”. Ela permite que a “sacola” seja “espremida” através dos capilares e depois retomem sua forma original. É como uma sacola de borracha otimizada para transportar hemoglobina.

Sistemas biológicos possuem complexidade irredutíveis – são inseparáveis – não podem ser fracionados.

Costumamos usar como argumento a complexidade irredutível dos sistemas biológicos quando queremos provar a Existência do Criador.

Poderíamos arbitrariamente desprezar a complexidade irredutível (inseparável) dos sistemas biológicos para entender os princípios do Criador?

Não seria uma balança de dois pesos, duas medidas?

Hemoglobina (e TUDO o que há no sangue) faz parte da complexidade irredutível necessária para a Existência da Vida Animal. É irredutível, quer dizer, não pode ser fracionado.

'Vós sois Templo de Deus' (1 Cor 3:16)

Mateus 23:20 “Portanto, quem jurar pelo altar, está jurando por ele e por todas as coisas sobre ele; 21 e quem jurar pelo templo, está jurando por ele e por aquele que habita nele;”

templo esse que sois vós” - 1 Cor 3:17

Hemoglobina é o Ouro do Templo
Hemoglobina é o Ouro Vermelho da Vida

Quem usar Hemoglobina está usando o Sangue e todas as coisas nele.”

O Sagrado Sábado

Será que seria possível fracionar o Sábado?

Mandamento de homens:
O dia de Sábado é composto por partes primárias: Manhã, Tarde e Noite. E partes Secundárias: 8 horas na manhã, 8 horas na Tarde e 8 horas na Noite.
Se alguém fizer alguma “obra” durante uma parte secundária do Sábado, ele não viola o Sábado.

Não seria isso “Jeitosamente por de lado o mandamento de Deus?” (Marcos 7:8)

Tudo o que eu tenho, que da minha parte te poderia ser de proveito, é corbã, (isto é, uma dádiva dedicada a Deus)”
       
O Sangue Negro da terra

Imagine se a ONU decretasse o seguinte: “É proibido fazer uso de petróleo”, “Abstenham-se do Sangue da Terra” , “Proibido usar Sangue Negro”

Será que algum Fiscal da ONU seria persuadido pela seguinte afirmação de um posto ou empresa de polímeros:

Aqui não usamos petróleo apenas suas frações secundárias”

O Fiscal responderia: “Amigo, que tipo de raciocínio falso é esse??”

Imagine uma pessoa que abasteça o seu carro com gasolina e ao mesmo tempo afirme: “eu não faço uso de petróleo”
Imagina uma pessoa que compra qualquer produto contendo plástico e ao mesmo tempo afirma: “eu não faço uso de petróleo”.

O que você diria de uma pessoa assim?

Apenas na imaginação dessa pessoa ela não faz uso de petróleo. Se ela usa qualquer sub fração ou sub-componente de petróleo, então ela usa petróleo.

Faça o seguinte experimento: a próxima vez que você for abastecer o seu carro, fale o seguinte para o frentista: “Coloque petróleo”. Ele colocará gasolina. “Coloque cana-de-açucar“. Ele colocará etanol.

Ou se ele perguntar: “Álcool ou gasolina?”
Responda: 'Petróleo'

Tudo do petróleo, não importa a fração, é sintetizado a partir do Petróleo.
Tudo do sangue, não importa a fração, é sintetizado a partir do Sangue.

A menor fração que fosse de petróleo ainda exige a extração, transporte, armazenamento e processamento do petróleo.

A menor fração que fosse de sangue ainda exige a extração, transporte, armazenamento e processamento do sangue.

'Vós sois os que fazeis os vossos filhos passar pelo fogo – como fumaça sacrificial a Moloque – algo que
não ordenei nem falei, e que nem me subiu ao coração'

Levítico 18:21 “‘E não deves permitir que alguém da tua descendência seja devotado a Moloque. Não deves profanar assim o nome de teu Deus. Eu sou Jeová.

“Moloque”, M; Vg: “o ídolo Moloque”; LXX: “o governante”.

Dar uma criança como sacrifício na morte, passando ela por provas comparáveis à fogo, é algo que Jeová (que é Amor) nunca exigiu de qualquer ser humano.

Como no caso de Abraão, o que Jeová faz quando nota um pai perdendo seu filho é 'chamá-lo desde os céus e dizer: “Abraão, Abraão!” Não estendas tua mão contra o rapaz “


Jeová sabe a DOR que é dar um Filho amado como sacrifício, 'passando pela prova do fogo' e isso foi justamente a maior expressão de Amor de Deus pela Humanidade – mas esse era um sacrifício que só Ele poderia dar – mais ninguém, pois apenas Jeová é Deus – mais ninguém.

João 3:16 “Porque Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, a fim de que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.

Novamente o Diabo – O MESTRE DO ENGANO , o pai da Mentira e HOMICIDA - trapasseou – induzindo seres humanos a pensarem que eles poderiam ser "como Deus" – O Pecado Original:

Genesis 3:4 A isso a serpente [Diabo] disse à mulher: “Positivamente não morrereis. 5 Porque Deus sabe que, no mesmo dia em que comerdes dele, forçosamente se abrirão os vossos olhos e forçosamente sereis como Deus, DANDO O SEU FILHO EM SACRIFICIO.”

Levítico 20:1
1 E Jeová passou a falar a Moisés, dizendo: 2 “Hás de dizer aos filhos de Israel [povo de Jeová]: ‘Qualquer homem dos filhos de Israel e qualquer residente forasteiro que reside em Israel, que der alguém da sua descendência a Moloque, sem falta deve ser morto. O povo da terra deve atirar nele pedras até que morra. 3 E quanto a mim, porei minha face contra tal homem, e eu vou decepá-lo dentre seu povo, porque deu alguém da sua descendência a Moloque, com o objetivo de aviltar meu lugar santo e profanar meu santo nome. 4 E se o povo da terra ocultar deliberadamente seus olhos daquele homem, quando ele der alguém da sua descendência a Moloque, por não o entregarem à morte, 5 então eu, da minha parte, certamente porei minha face contra aquele homem e sua família, e deveras deceparei dentre seu povo tanto a ele como a todos os que junto com ele tiverem relações imorais por terem relações imorais com Moloque.

Nota:
Moloque, Moleque :significa "rei". Príncipe da "terra das Lágrimas".Alimenta-se de sangue de crianças e das lágrimas de mães que tiveram seus filhos sacrificados. Cabeça de bezerro, coroa real, braços esticados para receber suas vítimas humanas

Ba‘al  = "o rei da cidade" , "o senhor", "o mestre" (também usado para autoridades humanas).Comanda o assassinato de crianças e o sexo brutal contra elas (pedofilia).

Sacrifícios à esses "deuses reis" eram oferecidos para garantir uma boa colheita.


2 Crônicas 28:3
E ele [Acaz] mesmo fez fumaça sacrificial no vale do filho de Hinom e passou a queimar seus filhos no fogo, segundo as coisas detestáveis das nações que Jeová havia desalojado de diante dos filhos de Israel


'se tivésseis entendido o que significa: ‘Misericórdia quero, e não sacrifício’, não teríeis condenado os inocentes.' Mt 12:7

Jeremias 19 3-5
3 E tens de dizer: ‘Ouvi a palavra de Jeová, ó reis de Judá e vós habitantes de Jerusalém. Assim disse Jeová dos exércitos, o Deus de Israel:
“‘“Eis que trago sobre este lugar uma calamidade tal que, ouvindo alguém [falar dela], lhe tinirão os ouvidos; 4 pela razão de que me abandonaram e passaram a fazer este lugar irreconhecível e a fazer nele fumaça sacrificial a outros deuses que não conheceram, nem eles, nem seus antepassados, nem os reis de Judá; e encheram este lugar com o sangue dos inocentes. 5 E construíram os altos de Baal para queimar seus filhos no fogo como holocaustos a Baal, algo que não ordenei nem falei, e que nem me subiu ao coração.”


2 Crônicas 7:14 'e meu povo, que tem sido chamado pelo meu nome, se humilhar e orar, e procurar a minha face, e recuar dos seus maus caminhos, então eu mesmo ouvirei desde os céus e perdoarei o seu pecado, e sararei a sua terra.'


"Dois pesos Duas Medidas"
Encontramos outro caso de "raciocínio parcial e conveniente" na matéria "Perguntas dos Leitores" da Sentinela 1.º de junho de 1990 pag 30-31


"A gestante tem um mecanismo ativo pelo qual um pouco de imunoglobulina transfere-se do sangue da mãe para o do feto. Visto que essa transferência natural de anticorpos para o feto ocorre em toda gestação, os bebês nascem com certo grau de imunidade normal que os protege contra determinadas infecções.
Algo similar acontece com a albumina, que os médicos talvez prescrevam como tratamento para estados de choque ou outros quadros clínicos. Os pesquisadores provaram que a albumina plasmática também é transportada, embora menos eficientemente, pela placenta, da mãe para o feto.
Esta transferência natural de algumas frações protéicas do plasma para o sistema sanguíneo de outrem (o feto) pode ser outro fator a ser considerado quando o cristão tem de decidir se aceitará imunoglobulina, albumina ou injeções similares de frações do plasma. Uma pessoa talvez decida que pode aceitar isso em boa consciência; ou talvez conclua que não pode. Cada indivíduo tem de resolver o assunto em base pessoal perante Deus."


O artigo acima afirma que a existência de "transferência natural" de "frações secundárias" do sangue podem ser usadas como justificativa na consciência de alguns cristãos quanto a transfundir tais componentes do sangue.
Será que até hoje a equipe médica da organização ainda não sabe que ocorre naturalmente transferência total de sangue (Artéria- Veia) em alguns gêmeos monozigóticos e monocoriônicos (compartilham a mesma placenta) ?


Essas transfusões totais de sangue ocorrem nesses gêmeos. Já nasceriam condenados, excomungados? 
Quando a transferência de sangue nesses gêmeos monocoriônicos ocorre de forma desbalanceada , aí eles podem desenvolver a síndrome twin-to-twin transfusion syndrome (Mas note que a transfusão em si sempre ocorre, e sendo balanceada, não haverá problemas)
O Maior Engenheiro biomédico do Universo, Jeová, projetou uma transferência total de sangue (A-V) entre dois humanos que nascem dentro de uma só placenta (monocoriônicos). 


Identificação de ligação AV em gêmeos monocoriônicos

Com que propósito a célula vermelha expeli o seu núcleo? Veja a resposta nesse vídeo



Vídeo sobre a importância da hemoglobina:




Você não pode aceitar uma célula vermelha mas você pode aceitar a maior parte de seu conteúdo seco: a hemoglobina... expressões ambíguas não são?
Você não pode dar a própria fração que lhe é permitido pegar dos outros!!
Você pode pegar do estoque...mas você não pode dar para o estoque...'muito altruísta você.'

Notas:
Houve tempo em que todas as frações de sangue eram "proibidas", evidenciando a mutabilidade das regras humanas, por exemplo, no tempo do artigo abaixo a albumina era proibida, atualmente usar albumina é "questão de consciência":





Artigos relacionados:
Não há paz!!! 
O Julgamento da casa de O Deus Jeová

11 comentários:

ednilson sacramento disse...

Quando um cego lidera outros cego, qual o resultado esperado?? Note que o cego aqui é aquele que nasceu cego.
Todos eram cegos, incluindo os apóstolos, exceto Jesus: (Mateus 15:13-16) 13 Em resposta, ele disse: “Toda planta que meu Pai celestial não tiver plantado será desarraigada. 14 Deixai-os. Guias cegos é o que eles são. Se, pois, um cego guiar outro cego, ambos cairão numa cova.” 15 Respondendo, disse-lhe Pedro: “Esclarece-nos a ilustração.” 16 A isso ele disse: “Estais vós também ainda sem entendimento?. . .

Será que os apóstolos sabiam do que Jesus estava falando??

Não era o mesmo que contar uma piada e ficar esperando séculos para que os apóstolos rissem??

Os apóstolos TAMBÉM necessitavam que Jesus lhes explicasse as ilustrações. Se Jesus não explicasse as ilustrações eles TAMBÉM não perceberia o que Jesus queria dizer.

Os apóstolos haviam recebido as informações existentes en suas mentes da mesma fonte que todos os demais.

Não se deve procurar um desculpa para se tomar a iniciativa em desobedecer a um mandamento. A pressão de um ditador, a sagacidade de um enganador ou a ignorância de um amigo levam para a DESOBEDIÊNCIA.
Lutar contra a pressão de um ditador é muito mais fácil do que lutar contra o próprio desejo interior alimentado por um amigo ignorante ou por pela sagacidade de um ídolo.
Ídolo é uma pessoa na qual depositamos confiança. Ídolo é aquele que minimizamos os pecados.

Jeová NUNCA TERÁ O CULPADO COMO UM INOCENTE. Mesmo pecando sem saber, Jeová considera a pessoa como culpada de pecado.

A pessoa precisa concordar que aquela ação é um pecado para não praticá-la a qualquer custo.

Exemplo: "Não matarás."
Quando posso matar?? NUNCA.

Outro exemplo: "Não deves vingar e nem guardar ressentimento".
Quando posso deixar de perdoar?? NUNCA. Sempre dê a outra face,

Outro exemplo: "Não cobres juros."
Posso cobrar juros do incircunciso?? A parcialidade admite a cobrança de juros só dos estrangeiros (lei de Moisés dada ao povo).

Moisés era um ídolo.

ednilson sacramento disse...

GOSTARIA DE ACRESCENTAR.

PECADO É PECADO TANTO NO MÍNIMO DELE QUANTO NO MÁXIMO DELE.

Nós humanos sempre procuramos um motivo válido para desobedecer.

Se eu fosse aquele profeta sem nome enviado para falar com Jeroboão, será que eu obedeceria ou também me rebelaria??

A ordem era somente para ele. Enquanto todos os demais podiam comer pão e beber àgua na cidade de Betel, este profeta estava proibido. Para ele e apenas para ele, comer pão e beber água naquele território era um pecado. É Jeová quem estipula o que é pecado para mim.

Ele estava obedecendo. Durante certo tempo ele estava obedecendo. Betel ficava certa de dezesete quilômetros de Jerusalém. O seu percurso total seria em torno de trinta e quatro quilômetros, pois ele também não deveria voltar pelo mesmo caminho, o que representava um outro elemento de dificuldade.
Depois de estar com muita fome e sede, o que eu deveria fazer?? Continuar a obedecer.
Mas, e se a sede comecasse a ficar imsuportável para mim, o que eu deveria fazer?? Deveria ficar com dó de mim mesmo??

(1 Reis 13: 15-19) 15 Então lhe disse: Vem comigo para casa, e come pão. 16 Porém ele respondeu: Não posso voltar contigo, nem entrar na tua casa; não comerei pão nem beberei água contigo neste lugar, 17 porque me foi dito por ordem de Jeová: Não comerás pão, nem beberás água ali, nem tornarás a ir pelo caminho por que foste. 18 Tornou-lhe: Eu também sou profeta como tu, e por ordem de Jeová falou-me um anjo, dizendo: Faze-o voltar contigo para a casa, para que ele coma pão e beba água. Mentiu-lhe. 19 Assim voltou com ele e comeu pão na sua casa, e bebeu água.

Certamente este profeta já estava com MUITA fome e sede, quando alguém, que PARA ELE era um companheiro de profissão, alguém CONFIÁVEL, pois tratava-se de um profeta assim como ele, falou aquilo que ele queria ouvir, ou seja: "podes comer e beber; satisfaça a sua NECESSIDADE física".
Somente a quem, o profeta sem nome pretaria contas?? Somente a Jeová. Algum humano tinha a capacidade para julgar tal profeta??
E quanto àquele outro profeta que lhe incitou ao erro, a quem ele prestará contas??? Será que deveria aparecer a figura do "vingador de sangue"??

Logo, o ponto em questão é: "ATÉ ONDE EU VOU quanto a obedecer ao mandamento de Jeová??"

Pouco sangue, muito sangue, frações de sangue, frações de um dos componentes do sangue, quer vermelho, quer branco - Alimentar-se via oral ou por qualquer outro meio É UM PECADO para quem o faz.

A quem este humano prestará contas?? Ele só deverá prestar contas a Jeová.
E quanto àquele que o induz à rebeldia (apostasia) por "pena" do seu estado (risco de morrer)?? Este também prestará contas exclusivamente a Jeová.

O risco de morrer é uma boa razão para um ato de rebeldia contra um dos mandamentos de Jeová??

Que resposta deu Jesus para esta pergunta??
Apesar de continuar com todos os seus poderes, o que disse Jesus?? Ele afirmou: Pensas que não posso apelar para o meu Pai??
Ora, apelar?? E quanto a seus poderes que o Pai já havia lhe dado??

Jesus não encontrou motivos válidos para praticar a violência, daí ele decidiu continuar a obedecer. Muitas dores físicas estavam por vir. As dores vieram e ele não encontrou motivos válidos para praticar a violência.
Jesus mostrou-nos como praticar o verbo "obedecer".

ednilson sacramento disse...

GOSTARIA DE ACRESSENTAR OUTRO COMENTÁRIO.

Davi cometeu pecado ao comer o pão que não lhe era lícito comer??

25 Mas ele lhes disse: “Nunca lestes nenhuma vez o que Davi fez quando passou necessidade e ficou com fome, ele e os homens com ele? 26 Como entrou na casa de Deus, no relato sobre Abiatar, o principal sacerdote, e comeu os pães da apresentação, os quais não é lícito comer, a não ser aos sacerdotes, e deu também deles aos homens que estavam com ele?”

SIM, eles cometeram um pecado. Eles desobedeceram a um mandamento.

Tendo este e os demais homens com eles cometido um pecado, por desobedecerem a um mandamento, quem lhes matariam??

Na ocasião em que Davi insistiu em desobedecer um mandamento, decidindo fazer a contagem do povo, cometeu Davi um pecado?? Sim, ele cometeu.

SOMENTE A QUEM Davi tinha de prestar contas pelo seu pecado?? Somente a Jeová.
Bem, e quanto aos parentes daqueles setenta mil homens que morreram por causa do pecado de Davi, será que poderia eleger um vingador de sangue contra Davi??

Quando Davi matou Urias, o hitita, não cometeu ele um pecado?? Sim, cometeu.
SOMENTE A QUEM Davi tinha de prestar contas de seu assassinato?? Somente a Jeová.
Algum parente de Urias devia se apresentar como vingador do sangue de Urias??
Todos os demais conteporâneos de Davi estavam testemunhando a misericórdia com que Jeová tratava Davi, no entanto, nenhum deles devia se arvorar em vingador de sangue contra Davi.
Mas, porque?? Por que Davi era um ungido?? Não, simplesmente porque quem o fizesse também estava desobedecendo a outro mandamento também dado por Jeová.
TODOS DEVIAM ACOMPANHAR OS SENTIMENTOS DE JEOVÁ EM RELAÇÃO A DAVI.

No caso do sangue, aquele que decidir salvar uma vida, por aplicar-lhe sangue, está cometendo um pecado contra um mandamento?? Sim, está.

Aquele que desobedecer ao mandamento de Jeová, qualquer mandamento, prestará contas exclusivamente a Jeová, assim como Davi continuará a prestar contas exclusivamente a Jeová.

Deixar de tomar sangue não torna ninguém "justo". Esta ação não diploma nenhum humano e nenhum humano deve diplomar outro humano ou desejar ser diplomado como justo por outro humano qualquer em face de tal ação.

NENHUM HUMANO DEVE JULGAR nenhum OUTRO HUMANO em face de nenhum pecado.

QUEM SE ARREPENDE DO PECADO??
Somente aquele que praticou o pecado, que é perdoado em vez de executado, que depois que lhe é informado que é pecado, que ele aceita ser pecado, que se sente culpado é que se arrepende do pecado cometido.

ExatoVerdade disse...

O Mestre ensinou que não devemos julgar nem condenar.
Mas o mestre ensinou que devemos ser Misericordiosos
Misericórdia é algo que estendemos À OUTROS.
Ser misericordioso ou "benigno" consigo mesmo não é "real misericórdia" e sim "vantagem própria".
Misericórdia "inocenta" pecadores.
O mandamento: Perdoai os outros é equivalente a: Mostre misericórdia
Quem não perdoar (mostrar misericórdia) não vai ser perdoado (beneficiado pela Misericórdia)

ednilson sacramento disse...

O Pai dá o exemplo. Ele não julga a ninguém.
Palavras de Jesus: "O Pai não julga a ninguém". (João 5:22) 22 Porque o Pai não julga a ninguém, mas tem confiado todo o julgamento ao Filho,. . .

Palavras de Jesus: "O Pai perdoa todos os pecados".
(Marcos 3:28) Deveras, eu vos digo que todas as coisas serão perdoadas aos filhos dos homens, não importa que pecados e blasfêmias cometam blasfemamente.
Jeová falou para a mais iníqua nação, mais iníqua que Sodoma: "Vou perdoar todos os teus pecados". Versão Brasileira - (Ezequiel 16:62-63) 62 Eu estabelecerei a minha aliança contigo e saberás que eu sou Jeová, 63 para que te lembres, e fiques confundida, e não abras mais a tua boca por causa da tua vergonha; quando eu te houver perdoado tudo o que fizeste, diz o Senhor Jeová.

Jeová vai perdoar todos os pecados de todos os humanos.
De quem é a vergonha?? Não é daquele que é perdoado??
Se houver vergonha, haverá a cura para aquele pecado, pois o humano certamente não o repetirá.

O objetivo de Jeová não é matar o pecador. O objetivo de Jeová que que o pecador deixe de pecar, logo, Ele perdoa amplamente.

O humano deve deixar-se convencer de que certa ação é ou não pecado. Como é Jeová aquele que determina se uma ação é ou não pecado, o humano precisará concordar com Jeová para depois deixar de praticar aquela ação.
No entanto, o perdão está dado.

ednilson sacramento disse...

UMA PALAVRA DE CAUTELA, DE MUITA CAUTELA.

O nosso amado irmão Pedro, escolhido por Jesus para ser um apóstolo, teve misericórdia de Jesus, após Jesus lhe descrever os sofrimentos que ele, Jesus, passaria.

De forma sincera e bem intensionada, Pedro, tomando-o à parte afirmou: "Jesus, você pode impedir que estas coisas aconteçam a você".
Pedro não gostaria de ver Jesus sofrer, eu também não gostaria.
Que resposta deu Jesus a esta sincera preocupação com a sua saúde física?? Assim se fez registrar:

Versão Almeida - (Mateus 16:21-23) 21 Desde então começou Jesus Cristo a mostrar aos seus discípulos que era necessário que ele fosse a Jerusalém, que padecesse muitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes, e dos escribas, que fosse morto, e que ao terceiro dia ressuscitasse. 22 E Pedro, tomando-o à parte, começou a repreendê-lo, dizendo: Tenha Deus compaixão de ti, Senhor; isso de modo nenhum te acontecerá. 23 Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não estás pensando nas coisas que são de Deus, mas sim nas que são dos homens.

Do ponto de vista de Pedro, havia um erro em Jesus.

De um lado os pensamentos de Deus e do outro lado, o pensamento de homens.

Jesus teria de descumprir o mandamento de Deus para ele (Jesus), para que não passasse por aqueles sofrimentos.

Devo obedecer ao mandamento de Deus para mim apesar do meu sofrimento. Todo mandamento deve ser encarado como pessoal.

Não está correto este raciocínio?? Não foi este o raciocínio do Mestre Jesus??

ExatoVerdade disse...

Jesus disse em João 10:
. 17 É por isso que o Pai me ama, porque entrego a minha alma, a fim de recebê-la de novo. 18 Ninguém a tirou de mim, mas eu a entrego de minha própria iniciativa. Tenho autoridade para a entregar e tenho autoridade para a receber de novo. O mandamento a respeito disso recebi de meu Pai.”
"Ninguém a tirou de mim, mas eu a entrego de minha própria iniciativa"
Jesus obedeceu por meio de seu livre arbítrio. Por meio de sua Própria Consciência. Não sob compulsão Não para se jactar. Ninguém tinha direito de interferir em sua Consciência
e se eu entregar o meu corpo, para jactar-me, mas não tiver amor, ***de nada me aproveita***. 1 Cor 13:3
Se um homem (ex 30 anos) decidir por meio de sua própria consciência "entregar a sua alma", eu particularmente não tenho qualquer direito sobre a consciência de tal ser humano. Só Deus sabe a real motivação do ser humano.
Se outro homem decide transfundir sangue: hemoglobina, albumina , plasma, hemácia, leocócito ou "Todas as coisas SAGRADAS No sangue".
Da mesma forma eu não tenho qualquer direito sobre a consciência deste homem. Ele é meu irmão, meu próximo, Eu não o julgo nem o condeno, eu o absolvo. Minha consciência vê tal ato como uma OBRA [excelente] PRATICADA num dia do SAGRADO Sábado. No Sábado era proibido FAZER Alguma OBRA - apanhar gravetos. Mas Jesus Fez UMA OBRA [excelente] no Sábado. "É licíto Salvar ou matar uma alma no SAGRADO Sábado?"

Se o homem que apanhava gravetos os estivesse fazendo para ajudar uma viuva doente ou um menino órfão de pai com problemas de saúde, seria isso uma obra excelente?? seria ele apredrejado até a morte??
Eu particularmente na ocasião em que fiz uma cirurgia de risco [envolvia meus intestinos e apêndice], assinei um termo que dizia que eu estava disposto a morrer em virtude de não usar sangue.
Da minha experiência em relação à morte literal, o que eu posso dizer é que, o mais próximo que cheguei dela até hoje foi o seguinte: depois de agonizar em estado de choque e convulsões numa mesa de cirurgia por minutos o que veio para mim subsequentemente foi um grande "apagão", um "sono abrupto".
Horas mais tarde "ressuscitei" com meu ventre costurado (+- uma mão aberta) e um tubo saindo lateralmente e uma enfermeira limpando minhas fezes uma vez que "não me restou nenhum poder, e a minha própria dignidade se transformou sobre mim em ruína, e não retive nenhum poder" - Dan 10:8
Eu prefiro glorificar a Deus em um outro tipo de morte, talvez fuzilado, queimado vivo ou mesmo quem sabe numa estaca (João 21:19). Jeová é que sabe das coisas e o que cada um deve passar.
Recentemente eu realmente "morri" no sentido que fui "enterrado vivo", quer dizer, ignorado como um morto para milhares de pessoas. Certos problemas emocionais podem ferir ou matar tanto quanto físicos: ser considerado um "vivo morto" .

ExatoVerdade disse...

***Continuação*****

No entanto, na forma que meus neurônios formam suas sinapses ( = meu entendimento) uma criança de 1 ano de idade (ou mesmo 50) pode estar sob coação e compulsão e não por meio de sua própria consciência e livre arbítrio "entregando sua alma" em sacrifício.

Na minha própria consciência, baseada em relatos Bíblicos, eu considero que Jeová odeia sacrifícios de crianças.
Essa é a minha consciência. Deve ser respeitada?

Como um ser humano nascido em pecado não digo que meu entendimento é o correto, nem que outros são obrigados a entender assim.
É chocante ver seres humanos falhos fazerem asserções dogmáticas "em nome de Deus".
Não deveríamos todos reconhecer a inerente constante probabilidade de estarmos errados???
Tal *probabilidade* é argumento suficiente para não julgar a consciência e proceder de outros.

Se qual for, algumas coisas eu sei absolutamente em relação à humanidade (à mim em especial):
- Estamos errados, pecamos.
- Precisamos do perdão.

A única coisa que posso manter em relação à Deus é a franqueza no falar.
Se eu falar àquilo que eu não sou e não penso. Então não sou mais eu, e então é mentira. Sei que Jeová não se agrada dos mentirosos.

ednilson sacramento disse...

Tomar decisões à base da consciência. Isto é o que cada ser humano faz. Jeová projetou e criou o humano para que fosse assim, e assim o é.

Agora pergunto, envolvendo um caso real: Quando Saulo (nosso irmão Paulo) oferecia a Jeová o corpo ensanguentado dos discípulos de Jesus, ele o fazia de consciência limpa, não fazia??


Ele estava errado, do ponto de vista de Jeová. No entanto, do ponto de vista dele, de todos os demais fariseus, de todos sacerdotes e de seus demais alunos, Saulo estava certo. Logo, todos estavam de consciência limpa.

A informação existente em nossa mente libera a nossa consciência para fazermos coisas e coisas.

Um outro exemplo: Humanos vão à guerra e matam quantos eles puderem matar com uma consciência limpa.
Um outro exemplo: Os israelitas cobravam juros dos estrangeiros com uma consciência limpa. Porque??? Em face da seguinte "informação" dada a eles por Moisés: (Deuteronômio 23:19-20) 19 “Não deves fazer teu irmão pagar juros, juros sobre dinheiro, juros sobre mantimentos, juros sobre qualquer coisa pela qual se possam cobrar juros. 20 Podes fazer o estrangeiro pagar juros, mas não deves fazer teu irmão pagar juros, para que Jeová, teu Deus, te abençoe em todo empreendimento teu na terra à qual vais para tomar posse dela.

Segundo eles, O Pai da igualdade, O Pai da equidade, aprovava este tratamento desigual dentro do reino, não só aprovava, pois para eles foi Jeová quem mandou fazer, logo, tratava-se de uma lei do reino.

Dentro do templo de Jeová eles julgavam um profeta como sendo um falso profeta e o matavam com uma consciência limpa, pois Moisés os autorizou a matar falsos profetas. Se Jeová dava a sua palavra através de visões e sonhos, como alguém poderia saber se a palavra falada pelo profeta era verdadeira, deturpada ou totalmente falsa??

Foi providenciada alguma testemunha para estes casos??

Hoje, também vemos muçulmanos agirem de consciência limpa. Todas as suas ações de ódio e violência são feitas de consciência limpa, visando agradar ao Pai Celestial.

Não podemos esquecer das palavras de Jesus: "Os homens vos expulsarão das sinagogas e vos matarão IMAGINANDO estarem agradando a Deus".

Neste caso, estes homens faziam TODAS estas ações de violência de consciência limpa.

A consciência é fruto da informação existente na mente do indivíduo.

Ele "presume" que tal ação é correta e que agrada a Jeová. Daí, ele a pratica.
Pobre e coitadas das vítimas, que devem continuar a perdoar estes homens de consciência limpa, pois deixar de perdoar é um pecado.

Não podemos esquecer que é Jeová aquele que ensina TUDO a todos, inclusive a Jesus.

O que seria de nós se não fosse o PERDÃO de Jeová DADO altruistamente a todos nós??
Jeová é Aquele que TODOS devem IMITAR, obviamente, respeitando a condição de filhos.

Jeová não impõe a obediência, Ele a pede, pois Ele não é um tirano. Ele nos deu e Ele respeita o livre-arbítrio.
A obediência é um ato individual, voluntário e consciente. Uma criança ainda está na fase inicial do aprendizado, logo, a consciência dela é aquela que lhe é ensinada por seus pais. Sempre devem ser perdoadas.

Uns trinta, outros sessenta e outros cem vezes mais. É o Pai quem sabe quem já alcançou os trinta. É Ele quem dá as notas, e não qualquer humano.

Você é um aluno, assim como eu sou um aluno, assim como TODO ser humano é aluno, simplesmente aluno.

ednilson sacramento disse...

QUANTO A SER ENTERRADO VIVO, "ALEGRE-SE.

Não se deixe deprimir com estas coisas. Sendo esta uma ocasião de tensão emocional, fiquemos com as palavras de Jesus. Embora tais coisas causem uma dor real, encontre nestes fatos O MOTIVO para estar alegre.
Ame a Jeová acima de TODAS as coisas. Veja o que as crianças estão fazendo. Ora, ora, elas são apenas crianças pequenas e mimadas.
(Mateus 5:11-12) 11 “Felizes sois quando vos vituperarem e perseguirem, e, mentindo, disserem toda sorte de coisas iníquas contra vós, por minha causa. 12 Alegrai-vos e pulai de alegria, porque a vossa recompensa é grande nos céus; pois assim perseguiram os profetas antes de vós.

PODES IMAGINAR OS SENTIMENTOS DE JEREMIAS??
Cumprindo-se as palavras que Jeová o pedia para falar ao povo, o povo sofreria muito e ele também. Ele amava o povo, amava seus irmãos, seus companheiros de templo.

TANTO JEREMIAS COMO OS DEMAIS PRECISAVAM APRENDER. Aquela protelada e protelada punição tornou-se extremamente necessária. As entranhas de Jeová ficaram turbulentas, no entanto, Ele tinha de punir para que aqueles humanos reconhecessem que estavam errados e que era Jeová quem os estava punindo e não os inimigos deles.

NOSSA GERAÇÃO PRECISA ENTENDER AS MESMAS COISAS.

Alegre-se de ser maltratado por nossa geração. Faça diferença, não seja uma folha impelida pelo vento.

Não se esconda do sofrimento, antes, alegre-se pelo MOTIVO do sofrimento.

Anônimo disse...

UAU !!!

Fantástico este artigo junto com os comentários.

Abração irmãos.