terça-feira, 3 de julho de 2012

Apóstata! - Uma palavra de Cautela


Prezados,
Primeiramente gostaria de deixar claro que, embora não concorde (e portanto não professo) com todos os ensinos doutrinais do Corpo Governante em relação ao “dia do Senhor”, isso não significa de forma alguma que eu não ame a esses irmãos, e não somente a eles, mas também a todos os irmãos. Deus sabe que de boa vontade menciono para o bem a todos esses nas minhas orações e nos meus pensamentos. (Jo 13:35)

No entanto, essas diferenças doutrinárias a qual professo tem me colocado sob a acusação de apostasia perante uma comissão judicativa, perante o povo de Deus, perante as nações e, principalmente, perante Jeová e Jesus Cristo.

A acusação de apostasia é a mais séria de todas. O apóstata é uma pessoa extremamente desprezada pelo povo de Jeová.

Como essa é uma acusação muito séria e grave, gostaria de enfatizar (relembrar) todos os aspectos e implicações envolvidas nessa acusação.

Apostasia é ir contra a adoração à Jeová. É ir contra a Verdade.(Ponto) – O apóstata é como um opositor (satan) à Verdade ou um mentiroso (um diabo)

A adoração à Jeová é totalmente ligada à Verdade:

Jo 17:17 Santifica-os por meio da verdade; a tua palavra é a verdade. 18 Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei ao mundo. 19 E santifico-me em seu benefício, para que também sejam santificados por meio da verdade.

A definição de “apóstata”, de acordo com as Escrituras, são aqueles que se desviam da Verdade ou da Palavra de Deus (Jo 17:17) Apostasia é ir contra a Palavra de Deus: desvio do ensino das Escrituras. Apostasia é ir contra a Jeová.

Por outro lado, discordar ( e nutrir e professar tal discordância) com alguém em autoridade entre o povo de Deus, não constitui apostasia. (pois apostasia é ir contra à Verdade)
Por exemplo:
O próprio Jesus discordou (e professou publicamente tal discordância) com aqueles que possuíam autoridade estabelecida por Jeová entre o povo de Deus (o Sumo-Sacerdote).
Jesus professou (publicamente) sua discordância com aqueles que tinham autoridade estabelecida dentro da organização de Deus em sua época. Note que Jesus não discordava nem questionava a autoridade em si deles. Ele divergia do ensino deles (Mateus 16:12) . A autoridade estabelecida por Jeová na época (Sumo Sacerdote) até conhecia os ensinos que Jesus professava publicamente.
Leia João 18:19-23, Mateus 26:63-66, Marcos 14:61-64 , Lucas 11:45, Lucas 22:66-71, Mateus 27:62-64.

Os apóstolos e todos os demais cristãos também professavam àquilo que era divergente em relação à autoridade estabelecida por Jeová na época (Atos 23:1-4, Atos 5:27-28, Atos 7:1, Atos 21:20 – note que se a Lei e o judaísmo fossem o equivalente à impura Cristandade atual, não seria possível ser um cristão e ao mesmo tempo um judeu “zeloso da Lei”, quer dizer, ser praticante do judaísmo e cristão) . Muitos cristãos judeus (milhares deles – Leia Atos 21:20 ), assim como o próprio Jesus, seguiam o arranjo de Jeová da época chamado judaísmo, eram zelosos da Lei. Adoravam no Templo da cidade Santa de Jerusalém onde o nome de Jeová era invocado e residia (Leia Mateus 5:35, Mateus 23:21, Mateus 5:17, Atos 2:46, Atos 3:1, Atos 21:26, Atos 22:17, 24:11 , 25:8)
Assim, novamente, discordar em algum ponto ( e professar tal divergência) com alguém em autoridade estabelecida por Deus, não constitui apostasia. Temos o precedente histórico de Jesus e dos apóstolos nessa questão. Todos eles foram servos leais à Deus, contudo professaram, pacificamente, suas divergências em relação à autoridade estabelecida por Jeová ( O Sumo Sacerdote era a autoridade religiosa máxima entre o povo de Jeová naqueles dias) .
Os princípios de Jeová não mudam nunca: “Pois eu sou Jeová; não mudei.” - Malaquias 3:6 . Portanto discordar em algum ponto ( e professar tal divergência) com alguém em autoridade estabelecida por Deus, não constitui apostasia.

Por outro lado, agora leve em consideração que acusar um irmão de apostasia é uma responsabilidade altíssima, muito séria. Precisa-se levar em conta tudo o que está envolvido nessa acusação e julgamento do ponto de Vista de Deus e não de homens.

Considere o seguinte:
Mateus 5:22 No entanto, digo-vos que todo aquele que continuar furioso com seu irmão terá de prestar contas ao tribunal de justiça; mas, quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, estará sujeito à Geena ardente.

ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’ [que dizer de, ainda pior: apóstata ?], estará sujeito à Geena ardente.”

Um apóstata geralmente é encarado pelos demais irmãos como um “tolo desprezível” (na verdade bem pior do que isso) , ou seja, uma pessoa que pode ser desprezada e desassociada dentre os servos de Jeová. Uma pessoa que pode ser desprezada como “morta”.

Levando em conta as palavras de Jesus em Mateus 5:22, uma acusação infundada e imprópria de apostasia sobre um irmão inocente aos olhos de Deus pode resultar na condenação à Geena do acusador [morte e destruição eterna].O acusador de um inocente fica sujeito à Geena.

Caso um inocente for “desprezado” injustamente ou considerado “espiritualmente morto” , aquele que passar a dizer para esse irmão que foi “morto”: “tolo, desprezível, apóstata” estará sujeito “à mesma medida” por parte do Supremo Tribunal de Deus ( Mateus 7:1,2). Sujeito à Geena.

Portanto vemos a profundidade e a seriedade dessa questão.
Não é nada trivial acusar um irmão, uma pessoa que leva o nome de Jeová, de “apóstata”. É um perigo para nossa salvação fazer isso trivialmente, levianamente e arbitrariamente.
A questão deve ser analisada do ponto de vista de Deus porque é somente Deus que pode sujeitar alguém à Geena ardente.

Apostasia é professar mentiras sobre Jeová e sobre a Sua Palavra.

Desviar-se da Verdade é o que constitui-se apostasia. (Resistir à Verdade de Deus) 2 Tessal 2:10, Jo 4:23,24

Jeová, Deus da verdade.” Salmo 31:5

Jesus disse-lhe: “Eu sou o caminho, e a Verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim “ - Jo 14:6

nenhuma mentira se origina da verdade.” [Nenhuma mentira se Origina de Deus] - 1 João 2:21

Nenhuma mentira ou engano origina-se de Jeová e nem de Jesus Cristo. Para Jeová uma coisa específica ou é Verdade (e assim é de Deus) ou é Mentira (não é de Deus).

Assim, ao julgar e condenar alguém como apóstata ou desprezível (ou opositor, um satan, ou mentiroso, um diabo), o acusador, diante da enorme responsabilidade já mencionada (pois uma imprópria acusação pode nos sujeitar à Geena), o julgador deve portanto ter exata, absoluta, perene, imutável, indelével, imarcescível e indisputável certeza da Verdade que pertence à Deus que sai por meio da boca de Jesus Cristo: o Espírito da Verdade. (João 16:13,14 , 2 Tessal 2:8)

A Verdade de Jeová e de Jesus é exata, absoluta, perene, imutável, indelével, imarcescível e indisputável.

Alguém com o mínimo de razoabilidade não arriscaria sua própria salvação eterna por julgar outrem como um “desprezível” ou “apóstata” ou “opositor (satan)” ou ”mentiroso (diabo) “, estando aquele que julga destituído da exata, absoluta, perene, imutável, indelével, imarcescível e indisputável certeza da Verdade que vem de Deus.

Tendo isso em vista, correria o risco de estar sujeito à Geena ardente, por acusar um irmão como apóstata (professor de Mentiras), baseado naquilo que se define como “Entendimentos Atuais” ?

Consideraria seu “Entendimento Atual” (a base com que julgas) o mesmo que exata, absoluta, perene, imutável, indelével, imarcescível e indisputável certeza da Verdade que pertence à Deus que sai por meio da boca de Jesus Cristo: o Espírito da Verdade ? Considere os riscos. É uma questão de vida ou morte. Tanto de quem é julgado, como de quem julga.


Entendimento atual” não é o mesmo que “A Verdade”, portanto não é o mesmo que Jeová, nem Jesus e nem o Seu Espírito da Verdade.

Conhecimento Atual” ou “Entendimento atual” é inerentemente sujeito à depreciação, descrédito, desabono, desprestígio, desvalorização, deslouvor ,deterioração, imprecisão, danificação e corrupção.


"Conhecimento Atual" está Sujeito à GEENA. [destruição eterna]

Entendimento atual” está sujeito a se tornar inverdade ou Mentira. Conhecimento Atual tem chances de se tornar Mentira Futura. E nenhuma Mentira se origina de Deus.

Talvez concorde que é muito perigoso julgarmos baseado em “entendimento atual”, pois se o “entendimento atual” de hoje depreciar ou cair em descrédito, acarretará em termos condenado sangue inocente (E não existe condenação para quem professe a Verdade).
Por outro lado, aquele que julgou e condenou e tratou como apóstata desprezível um que na realidade falava a verdade, ou seja, um inocente, o julgador, neste caso, estará sujeito à Geena. - isso é Indelével.

Consideremos alguns exemplos de Exata, Indelével, Imutável e Imarcescível Verdade:

  • Jeová é o Deus Altíssimo (Salmo 83:18)
  • Jesus é o Filho de Deus (Mateus 26:63-64, 1João 4:15, Atos 15:14-18)
  • Conhecer a Jeová, como o único Deus Verdadeiro , e a Jesus Cristo, o enviado por Deus , conduz à vida eterna (João 17:3)
  • Quem faz o bem origina-se de Deus. Quem faz o mal não tem visto a Deus. (3 João 11 )
  • O amor não obra o mal para com o próximo; (Romanos 13:10)

Agora vejamos alguns exemplos de Depreciáveis e efêmeros “Entendimentos Atuais” (que foram professados em Nome de Jeová, mas que não vieram Dele):

- 1799 É o começo dos últimos dias
- 1874 iniciou-se a presença invisível de Cristo e em 1914 virá o fim (Armagedom) do sistema de coisas (Estudos das Escrituras , Vol II , Sentinela 15 de Junho de 1911 p.190 – Em Inglês )

- "Nós não temos quaisquer dúvidas em relação à cronologia relacionada às datas de 1874, 1914, 1918, e 1925." - Sentinela 15 de Maio de 1922 página 147 em inglês.

- 1918: é o fim “da colheita” e destruição da Religião Falsa ( Sentinela 1 de Setembro 1916 p.265)

- A data do início da presença de Cristo foi mudado de 1874 para 1914 somente em 1943 (Livro Proclamadores do Reino, cap 10, página 133 – nota rodapé, Livro The Truth Shall Make You Free – A Verdade vos libertará )

- o ano de 1975, marcou os 6.000 anos da criação de Adão. Data apropriada para o fim do sistema de coisas. (Livro Vida Eterna na Liberdade dos Filhos de Deus" (1966) )

Despertai! 8 outubro de 1968: É mais tarde do que você imagina? O que a década de 1970 trará?

  • "Essa revista exerce confiança na promessa do Criador de um pacífico e seguro novo mundo, antes que se passe a geração que viu os acontecimentos de 1914" - Contra capa da revista Despertai! até Outubro de 1995

"Antes que passe a geração que viu os acontecimentos de 1914"



- "Se você é um jovem, você também precisa encarar o fato que você nunca envelhecerá nesse atual sistema de coisas. Por que não? Porque toda a evidência do cumprimento de profecias Bíblicas indicam que esse corrupto sistema está prestes a acabar em poucos anos" - Despertai! 22 de Maio de 1969 página 15 (em inglês)
  • Revista Sentinela de 15 de Maio de 1984 (1914 a geração que não passará):


Esses foram alguns poucos exemplos de “entendimentos atuais” da Palavra de Deus. Eles depreciaram, foram desacreditados. Não eram Verdade. O que eram então? Mentira. (Em Lógica só existe Verdadeiro e Falso, ou Verdade e Mentira , 0 ou 1). Prov 30:5-6


Leve em conta agora  Deuteronômio 18:21


21 E caso digas no teu coração: “Como saberemos qual a palavra que Jeová não falou?” 22 quando o profeta falar em nome de Jeová e a palavra não suceder nem se cumprir, esta é a palavra que Jeová não falou. O profeta proferiu-a presunçosamente. Não deves ficar amedrontado por causa dele.’

(Profeta é todo aquele que proclama ou professa algo) (Muitos irmãos até se identificam com as palavras: "Saberão que houve um profeta no meio deles" - Ezeq 33:33)

Longe de mim está julgar os responsáveis por tais ensinos errôneos (ou para todos os efeitos, mentiras – na franqueza do falar sem usar de eufemismo ).
Mas a questão aqui é: “Por que me bates?” (Mateus 18:23)
Por que me julgas? Por que me espancas? Considere Mateus 18:23-35 


Se me julgas, e espancas, será que Deus não os julgará?
Ezequiel 13:8 “‘Portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: “‘Visto que vós falastes o que não é verdade e visionastes uma mentira, por isso, eis que sou contra vós’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”


Leve em conta as palavras de 2 João 8-10:
8 Acautelai-vos para que não percais as coisas que produzimos por trabalho, mas para que obtenhais uma plena recompensa. 9 Todo aquele que se adianta e não permanece no ensino do Cristo não tem Deus. Quem permanece neste ensino é quem tem tanto o Pai como o Filho. 10 Se alguém se chegar a vós e não trouxer este ensino, nunca o recebais nos vossos lares, nem o cumprimenteis.

“Este Ensino”

A expressão “Este Ensino” usado no texto acima, significa o Ensino do Cristo, quer dizer, é a Verdade Exata, Imutável, indelével, imarcescível da Palavra de Deus.

O Ensino do Cristo é o ensino da Verdade Exata, Indelével, Eterna: 

João 18:37 “Para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que está do lado da verdade escuta a minha voz”

Entendimento atual”, depreciável, efêmero, delével, sujeito à descrédito NÃO necessariamente constitui “Ensino de Cristo” ou “Ensino da Verdade”. (por exemplo, o ensino de 1914 não é apostólico do primeiro século, não era praticado ou ensinado pelos primitivos cristãos, portanto não pode ser considerado “este ensino” conforme especificado em 2 João 2:8-10)

Qualquer um que tenha professado publicamente que esses anteriores ensinos praticados pelo povo de Jeová ou “entendimentos”, se ela tivesse dito que esses “entendimentos” ou “luzes” não eram corretos ou mesmo não eram “o conhecimento Exato da Verdade” da Palavra de Deus, ou então não eram o Ensino de Cristo (o ensino da Verdade), essas pessoas estavam dizendo A Verdade. Elas estavam assim do lado da Verdade, do lado de Cristo. E não há condenação alguma por parte de Deus para quem diz a Verdade. O Espírito da Verdade (que sempre diz a Verdade) não pode ser condenado. Quem está do lado da Verdade, está do lado de Jesus. Não pode ser condenado.
Em nenhuma condição, ou circunstância, ou tempo, ou época ou sistemas de coisas o Espírito da Verdade pode ser condenado:

Gálatas 4:16 Pois bem, tornei-me vosso inimigo porque estou falando a verdade?

. 6 [o Amor] Não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade. (1 Cor 13:6)

Jeová, Deus da verdade.” Salmo 31:5
Jesus disse-lhe: “Eu sou o caminho, e a Verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim “ - Jo 14:6

nenhuma mentira se origina da verdade [nenhuma mentira se origina de Deus e de Jesus Cristo].” - 1 João 2:21

Tito 1: 2 “...Deus, que não pode mentir.”

João 4:23,24
23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.24 Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

Romanos 3:4 “seja Deus achado verdadeiro, embora todo homem seja achado mentiroso”

Portanto é inescusável, irremissível que tais “entendimentos concebidos” ou “luzes” não se originaram de Jeová Deus e nem de Jesus Cristo. Não eram a Verdades de Deus – no entanto foram até mesmo professados como sendo tais.

Digo Novamente: Longe de mim está julgar os responsáveis por tais ensinos errôneos (ou para todos os efeitos, mentiras – na franqueza do falar sem usar de eufemismo ).
Mas a questão aqui é: “Por que me bates?” (Mateus 18:23)
Por que me julgas? Por que me espancas? Considere Mateus 18:23-35 (e isso sem levar em conta o fato que àquilo que professo não depreciou, quer dizer, tem probabilidade não nula de ser Verdade)

Novamente, o ponto aqui de forma alguma é desmerecer a obra e trabalho do povo de Jeová, o cerne da questão aqui é chamar atenção para a diferença entre “Entendimento Atual”, depreciável (sujeito a ser Mentira) e “A Verdade” - exata, imutável, indelével.
Essa diferença deve ser levada muito em conta ao acusar um irmão de apostasia, ou opositor (um satan) ou mentiroso (um diabo, professor de não-verdades ou logro).
Vidas estão em jogo: (de muitas pessoas envolvidas) Morte Espiritual e Morte Eterna. Geena ardente, relembrando as palavras de Jesus:

quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, [Apóstata!] estará sujeito à Geena ardente.” - Mateus 5:22

Assumirá você os riscos e responsabilidades envolvidos em julgar, talvez condenar e passar a tratar um irmão, dizendo: apóstata tolo desprezível, tendo seu julgamento baseado em “entendimento atual” ou “Verdade exata” ? - Leia Romanos 14:10 , 2 Coríntios 5:10

O Cerne da Questão é exercer qual sério Julgamento e os Fundamentos e Justificativas que serão usados em tal Acusação e condenação. Usará a Verdade?
Levará você em conta o ponto de vista de Jeová, e o ponto de vista de Jesus e o ponto de Vista da Eterna Verdade (Espírito da Verdade) ao estabelecer seu Julgamento?

Estabelecerá julgamento baseado na Verdade inalterável da Palavra de Deus ou fundamentará o seu julgamento em algo que poderá futuramente mudar, tornando-se então mentira obsoleta e desse modo inocentar o “apóstata”. Consegue ver o que Jeová realmente vê?
Considere ainda o seguinte: Há alguma chance de, com a passagem do tempo, o seu “entendimento atual” se tornar uma mentira? Essa é a mesma chance que você, que simplesmente chama um irmão de apóstata desprezível e tolo, terá de ficar sujeito à Geena. (Mateus 5:22) Pense nisso.

João 7:24 ' Parai de julgar pela aparência externa, mas julgai com julgamento justo.” '

Julgar e matar (em sentido espiritual) um irmão como apóstata ( um tolo desprezível – desassociado e espiritualmente morto, excomungado) sem isso ser a Real Verdade de Deus, nos deixa suscetíveis à destruição eterna.
Dizer para alguém que ele é “apóstata”, “mentiroso” , “Desprezível” , sem isso ser a Verdade de Deus, fará de nós, filhos da Destruição. É sério. Essa é a Verdade. Ou duvida das palavras de Jesus? Ele sempre fala a Verdade. (Mateus 5:22, Mateus 23:30-34)

Tem você a exata verdade da luz de Deus na questão de divergência com o seu irmão de modo a considera-lo desprezível, apóstata que merece ser desassociado? Tem você tamanha confiança em seu julgamento? Tem plena certeza que amanhã ou depois não ficará sujeito à Geena ardente?

Também já levou em conta as palavras de Mateus 6:23 ?
Se, na realidade, a luz [ou entendimento] que está em ti é escuridão, quão grande é essa escuridão!”

Pode ocorrer – para todos nós – que imaginamos que pensamos e estamos em harmonia com “a luz”. Mas na Verdade de Deus, essa luz é escuridão.

Portanto lembro novamente que estar em divergência com autoridade dentro do arranjo de Deus não constitui apostasia. Jesus esteve em divergência com a autoridade máxima no arranjo de Deus (o Sumo-Sacerdote) e os apóstolos e muitos outros também o estiveram. Não há nenhum problema em imitarmos à Jesus Cristo ou termos a Mente dele.(1 Coríntios 11:1, 1 Coríntios 2:16)


1 Pedro 2:21:
"De fato, fostes chamados para este [proceder], porque até mesmo Cristo sofreu por vós, deixando-vos um modelo para seguirdes de perto os seus passos"


Conformidade de ideias ou comunismo doutrinal (sobretudo em questões sujeitas à depreciação) não é o mesmo que união e também não é o fator que identifica os verdadeiros cristãos.
O fator que identifica os cristãos é o Amor. (João 13:35)
O Amor Suporta todas as Coisas – divergências doutrinais que hoje são “entendimento atual” e amanhã pode ser “mentira do passado” também está incluído em todas as coisas. Não está? (1 Cor 13:7) Está a sua mentalidade disposta a, por amor, suportar todas as Coisas? É você apegado verdadeiramente à Justiça que pertence à Deus? (João 7:24 )
Está convicto em julgar baseado no conhecimento exato e justiça de Deus ou em sua própria justiça? Qual justiça você acha mais importante? Convencerá a Jesus com o seu entendimento das coisas ao julgar outros?

Romanos 10:3 pois, por não conhecerem a justiça de Deus, mas buscarem estabelecer a sua própria, não se sujeitaram à justiça de Deus.

1 João 3:10 Os filhos de Deus e os filhos do Diabo evidenciam-se pelo seguinte fato: Todo aquele que não está praticando a justiça não se origina de Deus, nem aquele que não ama [SUPORTA] seu irmão. 11 Porque esta é a mensagem que ouvistes desde [o] princípio, que devemos ter amor [inclui suportar] uns pelos outros;

É uma atitude bem desamorosa para com um irmão, exigir que ele aceite por coação ou compulsão àquilo que não constitui Verdade Exata Indelével da Palavra de Deus.
É desamoroso insistir em que o nosso modo de pensar seja imposto aos outros, sob ameaças de “morte” ou expulsão dentre o povo de Deus. Prefere você matar em sentido espiritual um irmão pelo fato dele não aceitar o seu “entendimento atual” que amanhã pode ser reduzido a NADA? Realmente está cônscio das conseqüências disso?
É você Amo da fé de outros? (2 Cor 1:24)


Confia em que o seu “entendimento” é o justo e aprovado por Deus (A Verdade) de modo a habilitar-lhe a julgar seu irmão, que discorda de você, dando a você o direito (aprovado por Deus) de considera-lo  como “nada” ou “morto” ou “apóstata” ?Lucas 18:9.


Como encara aqueles que não concordam com a “ tua Lei (conhecimento) atual ? ” - João 7:49



Tem total convicção de que você e a "sua Lei ou luz " ficará livre do julgamento da Geena? Está convicto de que seu entendimento é exato e imarcescível de modo a não o tornar objeto para a Geena posteriormente? (Mateus 23:15)


Lucas 18:7-8
7 Certamente, então, não causará Deus que se faça justiça aos seus escolhidos que clamam a ele dia e noite, embora seja longânime para com eles? 8 Eu vos digo: Ele causará que se lhes faça velozmente justiça. Não obstante, quando chegar o Filho do homem, achará realmente fé na terra?”

Estaria disposto a aceitar um sábio conselho? Então Leia Atos 5:33-39

Por isso, não julgueis nada antes do tempo devido, até que venha o Senhor, que tanto trará da escuridão para a luz as coisas secretas, como tornará manifestos os conselhos dos corações, e então cada um terá o seu louvor da parte de Deus.” 1 Cor 4: 5

quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, estará sujeito à Geena ardente.” - Mateus 5:22


Eis que o Noivo Vem, estará você revestido com a roupa de casamento exigida pelo Rei? (Mateus 22:11-13)

Col 3:12-14
12 Concordemente, como escolhidos de Deus, santos e amados, revesti-vos das ternas afeições de compaixão, benignidade, humildade mental, brandura e longanimidade. 13 Continuai a suportar-vos uns aos outros e a perdoar-vos uns aos outros liberalmente, se alguém tiver razão para queixa contra outro. Assim como Jeová vos perdoou liberalmente, vós também o fazei. 14 Além de todas estas coisas, porém, [revesti-vos de] amor, pois é o perfeito vínculo de união.


Malaquias 3:2 “Mas quem agüentará o dia da sua vinda e quem se manterá de pé quando ele aparecer? Pois ele será como o fogo do refinador e como a barrela dos lavadeiros.”


"Escute aquele que tem ouvidos.” - Mateus 13:9, Tiago 3:1

Pacientemente suportando-te com amor e paz (Efes 4:2),


Vem Senhor Jesus!

3 comentários:

ednilson sacramento disse...

Não deseje a aprovação de um ancião. Não deseje a aprovação de dois anciãos. não deseje a aprovação de um grupo de anciãos. Não deseje a aprovação de uma organização de anciãos. Não deseje a aprovação daquele que se autodenomina escravo fiel. Jesus é o teu Mestre e deveria ser o Mestre deles também. O Mestre Jesus não criou nenhuma hierarquia dentro do reino dos céus, assim como também não nos informou sobre a existência de alguma. "Todos vós sois irmãos" - esta foi a afirmação do Mestre.
"Aquele que se enaltecer será humilhado" esta foi outra informação dada pelo Mestre Jesus.
Todos os irmãos estão no mesmíssimo nível, um nível de igualdade.
Não se coloque acima do teu irmão; não coloque o teu irmão acima de você; não veja teu irmão como alguém acima de você, independente do que ele esteja fazendo, independente de que poderes ele tenha recebido do Pai.
Colocar-se acima do irmão é um pecado.
Colocar o teu irmão acima de você, também é pecado.

Se eles julgam, o pecado está neles, pois o Mestre Jesus nos informou que julgar é um pecado.
"Não julgueis, não condeneis" - repetindo o que Jeová havia falado, Jesus nos informou.
Jesus obedecia a esta mesma lei. Ele afirmou: (João 12:47-48) 47 Mas, se alguém ouvir as minhas declarações e não as guardar, eu não o julgo; pois não vim julgar o mundo, mas salvar o mundo. 48 Quem me desconsiderar e não receber as minhas declarações, tem quem o julgue. A palavra que eu tenho falado é que o julgará no último dia;

Se alguém discordar, não acreditar, não ouvir, etc.., as minhas declarações, EU NÃO O JULGO.
A palavra que eu falei se provará verdadeira lá no último dia.
De quem será a vergonha e a humilhação?? Não será individual??

DISCORDAR - Trata-se do exercício do livre-arbítrio. Discordar é decorrente da falta de informação ou da falta de credibilidade que se tem em relação àquele que transmite uma nova informação.
DESDE QUE NÃO SEJA UM TIRANO, aquele que transmite uma nova informação admite que o ouvinte venha a acreditar logo, que tenha dúvidas a serem esclarecidas ou que não acredite na nova informação. Sendo verdade a informação, no dia da verdade a infirmação se provará verdadeira. Aquele que já havia acreditado se alegrará em dobro. Aquele que duvidou se envergonhará, no entanto, semdo perdoado passsará a acreditar. (Vide o exemplo do apóstolo Tomé, da ação e palavra de Jesus em relação a falta de fé).

Alex Nunes disse...

Olá amigo Estou desassociado tambem, mas não entendo como vc pode se achar indiscriminado por ser chamado de apóstata pois pelo que vi pelo seu blog vc, apesar de não atacar tanto vc ataca bastante,e por eles serem a organização (instituida) que prega o mais proximo da verdade deveria pelomenos pegar mais leve, transmitir seu conceito(sem entrar nos meritos de se ção verdades ou não) mas com um carinho pelo lugar aonde vc aprendeu maior parte do que vc sabe, Eu por exemplo não acredito mais na proibição da poligamis (aprendi depois que fui desassociado) e nem por isso fico lutando contra eles pois são os que mais falam verdades, POIS PARA LUTAR PELA VERDADE DAS ESCRITURAS NÃO PRECISA SITAR NOMES, POIS AI NÃO É DEFENDER AS ESCRITURAS É ATACAR ENTIDADES, VEJÁ MEU BLOG:http://all-maktub.blogspot.com.br/ E PARTICIPE SE QUISER. SHUKRAN WA MAASALAMA

ExatoVerdade disse...

Eu não peguei pesado, eu apenas medi a Watchtower com a mesma medida com que ela mede os outros.

Marcos 4:24 Disse-lhes mais ainda: “Prestai atenção ao que estais ouvindo. Com a medida com que medirdes, será medido para vós, sim, ainda se vos acrescentará mais."

A Torre se propoe a adorar a Jeová, eu devo colocar à prova as "expressões da torre" 1 Joao 4:1. É uma questão de andar nos passos de Jesus Cristo.

Temos que fazer reto o caminho de Jeová.

Sds
Paulo