quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Você está no Ensino de Jesus Cristo?

O ensino de Jesus Cristo. Está nele?


Nesse artigo discorreremos a respeito do ensino de Jesus Cristo.

João 7:16 Jesus, por sua vez, respondeu-lhes e disse: “O que eu ensino não é meu, mas pertence àquele que me enviou.”

O que eu ensino” - Jesus – o Rabi, o Professor

O que é o ensino de Jesus Cristo? O que Jesus Cristo ensinou exatamente? Se Jesus Cristo fosse fazer uma “demonstração” de como se divulga as boas novas, o que Jesus Cristo diria? Como seria a “apresentação” DELE?

Nas Escrituras temos registrado uma “demonstração ou apresentação” de Jesus Cristo pregando ou ensinando a mensagem de Deus, a boa nova do Reino.

Ao considerarmos esse relato descrevendo o Professor em ação, ou seja, ensinando, seria importante nos perguntarmos:

O que eu ensino, é o mesmo que Jesus ensina?” (Mateus 24:35)
Estou no ensino de Jesus Cristo?”

Especialmente se o leitor é considerado pelos outros como um “instrutor da Palavra de Deus” ou “ministro cristão”, é de suma importância fazer a auto-análise acima – Tiago 3:1

Observemos o Professor Jesus Cristo ensinando:

João 3:1 Ora, havia um homem dos fariseus, cujo nome era Nicodemos, um governante dos judeus. 2 Este veio a ele de noite e disse-lhe: “Rabi, sabemos que tu, como instrutor, tens vindo de Deus; pois, ninguém pode realizar esses sinais que tu realizas, a menos que Deus esteja com ele.” 3 Em resposta, Jesus disse-lhe: “Digo-te em toda a verdade: A menos que alguém nasça de novo, não pode ver o reino de Deus.” 4 Nicodemos disse-lhe: “Como pode um homem nascer, sendo velho? Será que pode entrar pela segunda vez na madre de sua mãe e nascer?” 5 Jesus respondeu: “Eu te digo em toda a verdade: A menos que alguém nasça de água e espírito, não pode entrar no reino de Deus. 6 O que tem nascido da carne é carne, e o que tem nascido do espírito é espírito. 7 Não te maravilhes por eu te dizer: Vós tendes de nascer de novo. 8 O vento sopra para onde quer, e ouves o som dele, mas não sabes donde vem e para onde vai. Assim é todo aquele que tem nascido do espírito.”

O que o Professor Jesus Cristo ensinou? O que ele disse que precisamos para “ver o Reino de Deus”, para “entrar no Reino de Deus”?

Resposta: Precisamos “nascer de novo”, precisamos ser um “nascido do espírito”.

A menos que

Jesus utilizou duas vezes a expressão “a menos que” , mostrando que nascer do espírito não é algo negociável quando o assunto é “entrar no Reino de Deus”.

“entrar no Reino de Deus”

Embora o reino do mundo ainda esteja sob o controle de Satanás e no futuro o reino do mundo será dado à Jesus Cristo (Rev 11:15 , note artigo O Reino do mundo)  , Jesus mostrou que o “nascido do espírito” entra no Reino de Deus.

O nascido do espírito santo torna-se cidadão do reino do céu. (Filipenses 3:20, Efésios 2:19)
O nascido do espírito torna-se um embaixador (representante terrestre) do reino de Deus (2 Coríntios 5:20). O nascido do espírito torna-se a representação terrestre do Reino de Deus (dizer que essa representação do reino de Deus foi “interrompida de 607 AEC até 1914 EC” é ilógico, discrepante ou absurdo).
O nascido de Deus, se torna parte do Templo de Deus na terra. O "lugar" onde o espírito de Deus habita representa o reino dos céus. (1 Cor 3:16)

Efésios 2:19 Portanto, certamente não sois mais estranhos e residentes forasteiros, mas sois concidadãos dos santos e sois membros da família de Deus, 20 e fostes edificados sobre o alicerce dos apóstolos e profetas, ao passo que o próprio Cristo Jesus é a pedra angular de alicerce. 21 Em união com ele, o edifício inteiro, sendo harmoniosamente conjuntado, desenvolve-se num templo santo para Jeová. 22 Em união com ele também vós estais sendo edificados juntamente como lugar para Deus habitar por espírito.

Efésios 2:4 Mas Deus, que é rico em misericórdia, pelo seu grande amor com que nos amou, 5 vivificou-nos junto com o Cristo, mesmo quando estávamos mortos nas falhas — por benignidade imerecida é que fostes salvos — 6 e ele nos levantou junto e nos assentou junto nos lugares celestiais, em união com Cristo Jesus


Todos nós devemos “entrar no reino de Deus” - Deixar de entrar no reino de Deus não é nada bom:

Mateus 21:31 Jesus disse-lhes: “Deveras, eu vos digo que os cobradores de impostos e as meretrizes entrarão na frente de vós no reino de Deus.

Mateus 5:20 Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não abundar mais do que a dos escribas e fariseus, de modo algum entrareis no reino dos céus.

Mateus 23:13 “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois, vós mesmos não entrais, nem deixais entrar os que estão em caminho para entrar.

Eu te digo em toda a verdade: A menos que alguém nasça de água e espírito, não pode entrar no reino de Deus.”


"nem deixais entrar os que estão em caminho para entrar"
Deixar de “entrar no reino de Deus” (de ser um cidadão e embaixador do reino do céu) significa que não estamos em paz com Deus, que estamos “mortos”. (João 3:36, 5:24, João 6:63, Rev 20:5, Efésios 2:5,6) - Vide “os Demais mortos” - boa nova?
Para entrarmos no reino de Deus – precisamos “nascer de novo” - Foi o que o professor Jesus Cristo ensinou. 

Para entrar no Reino de Deus, o professor disse: “Vós tendes de nascer de novo.”

Mateus 12:28
Mas, se é por meio do espírito de Deus... o reino de Deus vos tem realmente alcançado.

O nascido por espírito santo de Deus - (Romanos 8:15-17)

O que tem nascido da carne é carne, e o que tem nascido do espírito é espírito.”

João 1:12 No entanto, a tantos quantos o receberam, a estes deu autoridade para se tornarem filhos de Deus, porque exerciam fé no seu nome; 13 e nasceram, não do sangue, nem da vontade carnal, nem da vontade do homem, mas de Deus.

Para entrarmos no reino dos céus, precisamos ser nascidos de Deus. Não é uma questão de herança consangüínea, nem da vontade carnal, nem da “vontade do homem”. Depende da vontade de Deus. Deus procura os que o adoram com Espírito e Verdade. João 4:23. Deus faz sua residência com os que amam Jesus Cristo:


João 14:23 Em resposta, Jesus disse-lhe: “Se alguém me amar, observará a minha palavra, e meu Pai o amará, e nós iremos a ele e faremos a nossa residência [Templo, Casa, Moradia – 1 Cor 3:16 ] com ele. 24 Quem não me ama, não observa as minhas palavras; e a palavra que estais ouvindo não é minha, mas pertence ao Pai que me enviou.

Não te maravilhes por eu te dizer: Vós tendes de nascer de novo.” - O Ensino de Jesus Cristo

Jesus : O Caminho , A Verdade e a Vida - A trajetória para o espírito santo:


Efésios 1:13 Mas vós também esperastes nele, depois de terdes ouvido a palavra da verdade, as boas novas acerca da vossa salvação. Por meio dele, também, depois de terdes crido, fostes selados com o prometido espírito santo, 14 que é penhor antecipado da nossa herança, com o propósito de livrar por meio dum resgate a propriedade do próprio [Deus], para o seu glorioso louvor.

Perguntemos a nós mesmos:

Eu amo o ensino de Jesus Cristo?
Estou no ensino de Jesus Cristo?
Eu ensino o ensino de Jesus Cristo?
Sou um instrutor do ensino de Jesus Cristo?
Eu envergonho-me do ensino de Jesus Cristo? Lucas 12:9
Eu sou um publicador do ensino de Jesus Cristo ou sou um publicador de “uma boa nova diferente?” 2 João 8-11, 2 Cor 11:4, Gálatas 1:8,9.

Você busca nascer de novo, por espírito santo? - João 1:12,13

Quem permanece neste ensino é quem tem tanto o Pai como o Filho”

Não te maravilhes por eu te dizer: Vós tendes de nascer de novo.”

Lucas 11:9 Concordemente, eu vos digo: Persisti em pedir, e dar-se-vos-á; persisti em buscar, e achareis; persisti em bater, e abrir-se-vos-á. 10 Pois, todo o que [persistir em] pedir, receberá, e todo o que [persistir em] buscar, achará, e a todo o que [persistir em] bater, abrir-se-á….quanto mais o Pai, no céu, dará espírito santo aos que lhe pedirem!”


"o Pai, no céu, dará espírito santo aos que lhe pedirem!”

Organizações humanas, com sua "sabedoria terrena", sempre inventarão todas as formas de desculpas para que o Templo de O Deus (1 Cor 3:16) nunca seja terminado. É uma questão de sobrevivência para essas "organizações".
Contudo só existe efetivamente uma razão pela qual a pessoa não vê a necessidade de nascer de Deus com o testemunho do prometido espírito santo de Deus. Eis a razão, conforme as palavras do professor:

João 10:26 Mas, vós não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. 27 Minhas ovelhas escutam a minha voz e eu as conheço, e elas me seguem.

Cada ovelha escuta a voz, "o ensino" de seu pastor!

João 6:37 Tudo o que o Pai me dá virá a mim, e aquele que vem a mim, eu de modo algum enxotarei

Artigos: Chamados para sermos Filhos de Deus: A Verdadeira Boa Nova
- Da morte para a Vida: Boas Novas
 - Fecharam o Reino dos céus diante dos homens
 - Pequeno Rebanho, outras ovelhas, duas esperanças? 
Nação Santa 
O prometido Espírito Santo
Dando testemunho de Jesus Cristo
Ser dos demais mortos: uma boa nova?
Os Filhos de Deus herdarão a terra


20 comentários:

ednilson sacramento disse...

Bom dia meu irmão Paulo, um iníquo filho de Jeová igual a mim. Embora sejamos iníquos, somos muito amados pelo Pai.

Este meu comentário se aterá a esta afirmação feita pelo irmão:
“A menos que”

Jesus utilizou duas vezes a expressão “a menos que” , mostrando que nascer do espírito não é algo negociável quando o assunto é “entrar no Reino de Deus”.

“A menos que” transmite a idéia de impossibilidade.

Antes de iniciar o comentário, gostaria estabelecer uma base em relação à igualdade existente nas palavras rei e pastor.

Para Jeová, um rei é um pastor.
Na visão dos humanos, ser rei é uma coisa, mas, na visão de Jeová é outra.
Na visão do homem é estar em destaque, acima, mandando e desmandando, usando autoridade e poder.
Uso que Jeová faz da palavra pastor:
(Jeremias 2:8) 8 Os próprios sacerdotes não disseram: ‘Onde está Jeová?’ E mesmo aqueles que lidavam com a lei não me conheceram; e os próprios pastores transgrediram contra mim e até mesmo os profetas profetizaram por Baal, e andaram atrás dos que não podiam trazer nenhum proveito.

(Zacarias 11:8) 8 E finalmente eliminei três pastores num só mês lunar, visto que a minha alma ficou gradualmente impaciente com eles e também a própria alma deles me abominava.

Jesus afirmou: Eu sou o pastor (rei) excelente. Todos os reis (pastores) que vieram em meu lugar são ladrões.
Foi-lhe perguntado: Tu és rei?? Ele respondeu: Para isto nasci e para isto vim ao mundo...

Estando junto com os discípulos, no dia a dia, Jesus era um rei tão discreto e exercia o seu reinado de uma forma tão diferente de todos os demais reis, que até mesmo os seus apóstolos não percebiam que o rei já estava reinando (pastoreando). Tratava-se do reinado do livre-arbítrio associado à humildade.

Não podemos esquecer-nos do exemplo dado pelo próprio Pai ao ser rejeitado como rei. Eles não gostavam da forma de Jeová reger.

Os doze apóstolos foram escolhidos por Jesus, o já rei (pastor).
Os apóstolos já estavam curando, expulsando demônios em nome de Jesus.
Embora estivessem junto com o rei, convivendo o dia a dia com o rei, os apóstolos ainda não haviam entrado no reino de Deus.

Jesus usa a expressão “a menos que” com os seus apóstolos.

Jesus afirma:
(Mateus 18:1-3) 18 Naquela hora, aproximaram-se de Jesus os discípulos e disseram: “Quem é realmente o maior no reino dos céus?” 2 Portanto, chamando a si uma criancinha, colocou-a no meio deles 3 e disse: “Deveras, eu vos digo: A MENOS QUE deis meia-volta e vos torneis como criancinhas, DE MODO ALGUM ENTRAREIS no reino dos céus.

A menos que......, de modo algum entrareis no reino dos céus.

>>>>>>>>>>>>>> Segue>>>>>>>>>>>

ednilson sacramento disse...

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Segue>>>>>>>>>>>>>>>

Eles precisavam fazer algo para que lhes fosse possível entrar no reino.
Quem lhes deu este aviso????
O próprio rei.

Já haviam recebido o espírito santo, já praticavam ações que não tinham a capacidade de fazer sem o espírito santo?? Sim.
Estavam junto com o rei?? Sim
Não haviam entrado no reino e Deus?? Ainda não.
O que lhes impedia de entrar no reino de Deus??? Um sentimento.
Qual o sentimento?? Superioridade.
O que buscavam?? Buscavam a normal superioridade existente nos outros reinos. Nos outros reinos existiam os Altos e os Baixos, os Maiores e os Menores. O que eles queriam?? O que desejavam?? O que buscavam constantemente?? No que competiam ardentemente?? Em ser o Maior; em estar Acima dos demais.

Aquele que tem o sentimento de superioridade em relação a outro iníquo não consegue entrar no reino de Deus, mesmo que este servo de Deus tenha recebido espírito santo.

Ele não recebe o espírito santo PORQUE ele é assim ou assado.
Ele recebe o espírito santo PARA poder fazer isto ou aquilo.

Entrar no reino está vinculado ao livre-arbítrio.
O livre arbítrio do humano NÃO DEVE SER VIOLADO em hipótese alguma.
Quando há qualquer violação do livre-arbítrio, configura-se a TIRANIA.

Jeová NUNCA usará o espírito santo para tiranizar o ser humano ou qualquer outra criatura feita à Sua semelhança.
O ser humano ou celestial continuará livre para tomar a sua decisão e para permanecer nela, caso deseje.

Que dizer desta expressão do nosso amado irmão Paulo??
Ele afirma:
(1 Coríntios 12:3) 3 Portanto, quero que saibais que ninguém, falando pelo espírito de Deus, diz: “Jesus é amaldiçoado!” e ninguém pode dizer: “Jesus é Senhor!” exceto por espírito santo.
Na primeira expressão, o espírito santo não afirmaria que Jesus é amaldiçoado, pois o espírito santo, qual repetidor, não modificaria nada do que foi falado por Jeová, muito embora o espírito santo não tenha as qualidades de uma pessoa, como o livre-arbítrio, por exemplo.
A segunda expressão: ninguém pode dizer: “Jesus é Senhor!” exceto por espírito santo, NÃO LEVA EM CONTA o princípio do livre-arbítrio.

Qualquer pessoa que tenha recebido o espírito santo PODE negar qualquer palavra falada por Jesus ou por Jeová, pois Jeová e Jesus RESPEITAM o livre-arbítrio.
Jeová permitiria isto???? Sim, pois impedir é um ato de tirania.

Desrespeitar o livre-arbítrio é usar de TIRANIA.

Naquele momento, o que os apóstolos eram?? Eram súditos do reino dos céus?? Eram embaixadores do reino dos céus??
Jesus informou a eles que eles ainda não haviam entrado e que precisavam deixar de fazer algo PARA poderem entrar.

O que o irmão afirma em relação a isto??

ExatoVerdade disse...

No artigo:
Jesus: Aquele que vem como Rei em nome de Jeová! -Carta para Betel

Escrevi no artigo acima que enviei à Betel:
O Ungido Rei Jesus tinha as seguintes credenciais:
João 7:29 “ Eu o conheço [à Jeová], porque sou representante [Rei Ungido] dele, e Este me enviou.”

É evidente e esperado que a forma de Jesus exercer o seu reinado em Jerusalém foi muito diferente da forma dos outros reis que reinaram em Jerusalém antes dele.

Jesus não reinou como os 'governantes das nações que dominam sobre elas ou como os grandes homens que exercem autoridade sobre elas'. Jesus não aceitava glória de homens, nem o reconhecimento de homens. Apenas o de Deus. (Jo 5:41,Jo 6:15)
A forma de Jesus reinar era por ministrar e não ser ministrado ou servido. Mateus 20:25-28
Jesus mostrou que a causa principal de um verdadeiro rei é a soberania de Jeová. Jesus efetuou seu 'reinado' de várias formas dentro de sua jurisdição real ('a casa de Israel' – Mat 15:24) desde 'limpar o Templo de Deus' de salteadores , desmascarar gananciosos líderes religiosos, ajudar os humildes (emprestando a Jeová) , ensinando verdades de Deus e no seu maior ato de amor aos seus súditos: entregar a vida por eles (geralmente um rei das nações se poupa ao máximo).
Para todo aquele que era um 'judeu' ou 'israelita' de verdade, Jesus foi um rei de verdade. (Jo 1:47,49)

Quão verdadeiras foram as palavras abaixo:

“Dizei à filha de Sião: ‘Eis que o teu Rei está vindo a ti
“tu és o Rei de Israel.”

De fato, Jesus foi o Maior Rei que Jerusalém já teve enquanto ela representava o Reino de Deus (e isso após 607 AEC).
.....

Analiso o fato de que se Jesus não fosse o Rei, tampouco a profecia Bíblica poderia ter se cumprido. Pois a profecia fala do Rei.
Jesus foi Rei mais que Salomão, Davi, etc , etc

Vide
Jesus, Mais Rei que Salomão

ExatoVerdade disse...

A pessoa que nasce de novo (o nascido do espírito) ainda permanece com seu livre arbítrio.
Essa pessoa pode ainda decidir agir contra o seu novo nascimento. Ela não se torna um robô.

Ef 4:30 Também, não contristeis o espírito santo de Deus, com que fostes selados para um dia de livramento por meio de resgate.

Hebreus 6:4 Porque é impossível, quanto aos que de uma vez para sempre foram esclarecidos, e que provaram a dádiva celestial gratuita, e que se tornaram participantes de espírito santo,+ 5 e que provaram a palavra excelente de Deus e os poderes do vindouro sistema de coisas, 6 mas que se afastaram, reanimá-los* novamente ao arrependimento, porque eles de novo pregam para si mesmos o Filho de Deus numa estaca e o expõem ao opróbrio público. 7 Por exemplo, o solo que absorve a chuva que freqüentemente cai sobre ele, e que então produz vegetação apropriada para aqueles para quem é também lavrado,+ recebe por sua vez uma bênção de Deus. 8 Mas, se produzir espinhos e abrolhos, é rejeitado e está prestes a ser amaldiçoado e acaba sendo queimado.

João 15:15 “Eu sou a verdadeira videira e meu Pai é o lavrador.+ 2 Todo ramo em mim que não dá fruto, ele tira,+ e todo o que dá fruto, ele limpa,*+ para que dê mais fruto.+ 3 Vós já estais limpos, por causa da palavra que vos falei.+ 4 Permanecei em união comigo, e eu em união convosco.+ Assim como o ramo não pode dar fruto de si mesmo, a menos que permaneça na videira, do mesmo modo tampouco vós podeis, a menos que permaneçais em união comigo.+ 5 Eu sou a videira, vós sois os ramos. Quem permanece em união comigo, e eu em união com ele, este dá muito fruto;+ porque separados de mim não podeis fazer* nada. 6 Se alguém não permanece em união comigo, ele é lançado fora como ramo e seca-se; e homens ajuntam estes ramos e os jogam no fogo, e eles se queimam.

Mateus 22:14 “Porque há muitos convidados, mas poucos escolhidos.”

Hebreus 3:12 Acautelai-vos, irmãos, para que nunca se desenvolva em nenhum de vós um coração iníquo, falto de fé,* por se separar* do Deus vivente;+ 13 mas, persisti em exortar-vos+ uns aos outros cada dia, enquanto se possa chamar de “hoje”,+ para que nenhum de vós fique endurecido pelo poder enganoso*+ do pecado. 14 Porque nós nos tornamos realmente participantes do Cristo+ somente se fizermos firme o nosso apego à confiança que tivemos no princípio, firme até o fim,*+ 15 enquanto se diz: “Hoje, se escutardes a sua própria voz,+ não endureçais os vossos corações como na ocasião em que se causou ira amarga.”

"O vento sopra para onde quer, e ouves o som dele, mas não sabes donde vem e para onde vai. Assim é todo aquele que tem nascido do espírito.”

Depois de "ouvir o som dele", é preciso continuar a segui-lo e não endurecer a cerviz....para que a nossa "casa não nos fique abandonada" e o "reino não nos seja tirado e dados a outros..."

Revelação 3:11 Venho depressa. Persiste em apegar-te ao que tens, para que ninguém tome a tua coroa.


Paulo Vicentini,
Que a Paz ( fruto do espírito santo) esteja com você! - João 20:21

ednilson sacramento disse...

Desde o momento em que fui expulso da sinagoga, eu alcancei a plena paz.
Desde que assumi ser um iníquo, ser um igual a todos os demais filhos, eu alcancei a plena paz.
Desde que assumi a condição de filho de Jeová, eu alcancei a plena paz.
Um homem pacífico somente revela que é pacífico quando se torna vítima de alguma violência. Neste momento ele revela o "espírito" que ele tem.

Os verdadeiros adoradores, adorarão o Pai "em espírito" e "em verdade"..... revelou o Professor Jesus.

Decerto revelariam ter o mesmo espírito do Pai nas suas ações do dia a dia.

Veja que Davi "sentia-se" um servo íntegro e fiel à Jeová. Assim como Davi, muitos hoje "se acham" íntegros e fiéis à Jeová.

ednilson sacramento disse...

Esta afirmação FOI SOPRADA (inspirada) por Deus??
ISONOMIA - O que vale para um vale para qualquer um.

Hebreus 6:4 Porque É IMPOSSÍVEL, quanto aos que de uma vez para sempre foram esclarecidos, e que provaram a dádiva celestial gratuita, e que se tornaram participantes de espírito santo,+ 5 e que provaram a palavra excelente de Deus e os poderes do vindouro sistema de coisas, 6 mas que se afastaram, REANIMÁ-LOS* NOVAMENTE ao arrependimento, PORQUE eles de novo pregam para si mesmos o Filho de Deus numa estaca e o expõem ao opróbrio público. 7 Por exemplo, o solo que absorve a chuva que freqüentemente cai sobre ele, e que então produz vegetação apropriada para aqueles para quem é também lavrado,+ recebe por sua vez uma bênção de Deus. 8 Mas, se produzir espinhos e abrolhos, é rejeitado e está prestes a ser amaldiçoado e acaba sendo queimado.
+++++++++++++++++++++
Ausência de perdão
+++++++++++++++++++++
O PAI PERDOA TODOS OS PECADOS E TODAS AS BLASFÊMIAS CONTRA ELE.

O FILHO PERDOA TODOS OS PECADOS E TODAS AS BLASFÊMIAS CONTRA ELE.

Os demais filhos devem acompanhar o sentimento do Pai.
Se o Pai vai perdoar todos os pecados do meu irmão, eu devo acompanhar o sentimento do Pai.
Se o pecado for contra mim, eu devo perdoar sempre....

++++++++
É IMPOSSÍVEL para quem, reanimá-lo...????
++++++++++++

Seria impossível no caso de Moisés???????
Ele recebeu o mandamento diretamente do Pai, não recebeu??
"Não guarde ressentimento e não se vingue".
Suas ações e palavras foram contra o mandamento.
É impossível reanimá-lo ao arrependimento????

Primeiro o perdão é dado, depois a pessoa se arrepende.
Primeiro a pessoa é perdoada, depois ela se envergonha.
O perdão é dado a quem não merece.
O perdão é uma ação comandada pelo livre-arbítrio e acontece no coração.
Um "perdoador" pensa e sente de forma diferente de um "destruidor".
O destruidor sempre busca um motivo válido para destruir e o perdoador sempre perdoa. O perdoador não busca motivos válidos para perdoar, afinal, ele é um perdoador.

ednilson sacramento disse...

O que esta afirmação está expondo???

Depois de "ouvir o som dele", é preciso continuar a segui-lo e não endurecer a cerviz....para que a nossa "casa não nos fique abandonada" e o "reino não nos seja tirado e dados a outros..."

Isto quer dizer "finalmente" ausência de perdão??
Isto quer dizer "finalmente" a presença do ressentimento??
Isto quer dizer "morte eterna"??

O que Jeová afirmou em relação ao povo escolhido por ele??

ednilson sacramento disse...

Bom dia, irmão Paulo.
Estou adicionando ente novo comentário, no entanto, sem deixar de responder aos demais.
Pastorear é igual a reger
Quando começou Jesus a pastorear??
Quando começou Jesus a reger??

Existem opiniões divergentes.

Para começar a reger, a pessoa é “ungida”.
Ser ungido é igual a ser incumbido de realizar uma coisa.
Ele foi incumbido POR alguém.
Ele foi ungido POR alguém.
Davi foi ungido como rei, como pastor para a casa de Israel. Ele foi escolhido para realizar uma tarefa PARA Jeová. Ele devia pastorear o rebanho de Jeová.
Saul foi ungido como rei, como pastor para a casa de Israel. Ele foi escolhido para realizar uma tarefa PARA Jeová. Ele devia pastorear o rebanho de Jeová.

- Sem testemunhas humanas, Jeová pede a Samuel: Vá até aquele homem e o unge como rei (pastor).
Samuel vai até Saul e o unge como rei, como pastor. Quantas testemunhas havia?? Havia testemunhas.
Samuel vai até Davi e o unge como rei, como pastor. Quantas testemunhas havia?? Havia testemunhas.

- Jeová afirma de forma prática: este homem é um rei (pastor). A partir de que momento Saul passou a ser rei (pastor)?? Só depois de construir um palácio?? É preciso sentar em um trono?? Precisava fazer um curso antes??
- Jeová afirma de forma prática: este homem é um rei (pastor). A partir de que momento Davi passou a ser rei (pastor)?? Só depois da morte de Saul?? Precisava ser aprovado em algum curso??
Para que serve a unção??
Para revelar para o escolhido e para os demais, que aquela pessoa está em uma função específica. Trata-se de uma cerimônia informativa e não de glorificação.

QUANDO Jesus foi ungido como pastor, isto é, como rei??
Ele mesmo revelou isto para os humanos.
Ele afirmou:
(Lucas 4:16-21) 16 E ele chegou a Nazaré, onde tinha sido criado; e, segundo o seu costume no dia de sábado, entrou na sinagoga e levantou-se para ler. 17 Foi-lhe assim entregue o rolo do profeta Isaías, e ele abriu o rolo e achou o lugar onde estava escrito: 18 “O espírito de Jeová está sobre mim, PORQUE ME UNGIU PARA declarar boas novas aos pobres, ENVIOU-ME PARA pregar livramento aos cativos e recuperação da vista aos cegos, PARA mandar embora os esmagados, com livramento, 19 PARA pregar o ano aceitável de Jeová.” 20 Com isto enrolou o rolo, entregou-o de volta ao assistente e se assentou; e os olhos de todos na sinagoga estavam atentamente fixos nele. 21 Principiou então a dizer-lhes: “HOJE SE CUMPRIU ESTA ESCRITURA QUE ACABAIS DE OUVIR.”
+++++++
Quando foi?? Hoje, hoje, hoje, hoje.
- Quem viu Jesus ser ungido?? Algum humano sabia o que estava acontecendo?? Algum humano foi chamado para ser testemunha da unção de Jesus??

Crianças venham até aqui. Vejam, eu estou ungindo Jesus como rei. Foi isto o que aconteceu??? Não, não foi.

- Onde entra o livre-arbítrio nesta questão??
INDIVIDUALMENTE, os humanos ali presentes precisavam concordar em que ele fosse um rei para eles. Cada humano da nação precisava ver Davi como um rei sobre ele.
Cada humano precisava concordar em que Jesus fosse um rei para ele. Cada humano da nação precisava ver Jesus como um rei (pastor) para si mesmo.

Cada humano precisava ser informado disto.

O Carlos aceitou, mas o Antonio não aceitou. Carlos e Antonio estão praticando o livre-arbítrio.
Carlos aceitou porque....
Antonio não aceitou porque....
O que faz o rei?? Se não for um TIRANO ele respeita o livre-arbítrio de cada súdito. O rei já o vê como um súdito e já o tem como súdito, mas não se IMPÕE como Senhor (autoridade) para tal pessoa.
O rei faz a imagem do reino. O rei expõe a sua personalidade. Como? Através de suas ações no dia a dia. Os problemas precisam de soluções.
O reino do livre-arbítrio. Como é o reino do livre-arbítrio??

Eu creio que você concorda com o que está postado. Fale-me algo sobre o que está escrito até aqui, pois segue >>>>>>>>>>>>>>>


ednilson sacramento disse...

Boa noite, irmão Paulo.
>>>>>>>> segue >>>>>>>>>>>>.
veja este resumo que eu fiz em relação a posição de "rei".

REI é igual a pastor.

Rei – não é uma posição acima dos demais.
Rei – não é aquele que manda. Ele pede e respeita o livre-arbítrio dos outros.
Rei – trata-se de um zelador. (alguém que zela pelos demais)
Rei – trata-se de alguém que cuida de pecadores.
Rei – trata-se de alguém que cura os pecadores.
Rei – trata-se de alguém que ensina os pecadores. Por suas ações, ele ensina a lei do Pai. Ele ensina como obedecer a Lei do Pai.
Rei – trata-se de alguém que defende os pecadores. Não os acusa perante o Pai. Continua ensinando. Não os expulsa de diante de si.
Rei – trata-se de alguém que morre nas mãos dos pecadores. Continua amando àquele que o mata.
Rei – trata-se de alguém que ajuda os pecadores. Lhes enviarei um “outro ajudador”.
Rei – trata-se de alguém que ama os pecadores. Ele ama os iníquos. Ele se preocupa com o estado do iníquo.
Rei – trata-se de alguém que não desiste daquele que ainda não tem fé. Ele providencia aquilo que ele precisa para começar a ter fé. (Está bem Tomé, aqui estão as feridas.)
Rei – trata-se de alguém humilde, pois ele é o rei da humildade. Ele sempre está servindo outra pessoa.
Rei - trata-se de alguém que está sempre na busca de tesouros espirituais; sempre rejeita os tesouros materiais; sempre está na busca da preservação da vida do iníquo..
Rei – este é o trono no qual ele senta.


É obvio que nenhum rei da tribo de Judá ou os reis de Samaria agiram assim.

Esta forma DIFERENTE em que Jesus estava atuando como rei deixava as testemunhas perplexas. Era algo inédito.
As ações e as reações de Jesus diante das situações diárias deixava as pessoas atônitas.

A palavras eram diferentes e as ações eram diferentes DAQUILO QUE ELES ESTAVAM ACOSTUMADOS.
Eles esperavam um rei como Davi, um rei guerreiro, matador, vingativo, odiador de romanos e alguém que sentisse desprezo pelos samaritanos e demais incircuncisos.
Eles queriam uma espécie de libertação (se ver livre dos iníquos).
Jesus lhes apontava para outra. (curar sua própria iniqüidade)

Muitos rejeitaram aquele Jesus pacífico/perdoador, e muitos cristãos ainda esperam um Jesus vingativo, autoritário e justiceiro.

Os apóstolos afirmaram: Senhor, quando entrares na tua glória, concede-nos sentarmos um à sua direita e o outro à sua esquerda.......

Que reino é este em que o rei não IMPÕE a sua autoridade??
As pessoas continuam fazendo o que querem e ele não as matam??
As pessoas falam contra o rei e ele não as manda calar ou matar??
As pessoas não ficam com medo do rei??

>>>>>>>>>>>> Segue>>>>>>>>>.

ednilson sacramento disse...

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>segue>>>>>>>>>>>>

Irmão Paulo, observe só: as pessoas acostumadas com a ditadura militar ficam nervosas e impacientes com a democracia.

Exatamente por isto é que os humanos estão buscando uma data em que o rei Jesus assumiu o trono. Estava reinando; não estava reinando.... Vai ser entronizado....
As pessoas aguardam uma ação violenta do rei, para IMPOR o reino. As pessoas querem um rei justiceiro que as livre dos iníquos. Mas Jesus é um rei que ama os iníquos.

Nos dias dos apóstolos, arvorando-se em fiscais da lei, eles começaram a tomar ações de violência contra a iniqüidade cometida por pessoas que afirmavam estar dentro do reino. As ações foram contra as pessoas. Devia ser contra a iniqüidade. Arvorar-se em fiscal e passar a agir como justiceiro é uma iniqüidade. Naquela época eles já achavam que o amo (Jesus) estava demorando. Naquela época já havia dúvida sobre o QUANDO começar a reinar. Será que começastes a reinar sem nós?

O que se aproxima é um momento de PROVA para toda a humanidade. Neste período de tempo todos serão testados nos seus sentimentos. Todas as teorias de vida serão colocadas à prova. Os justiceiros de um lado e os perdoadores do outro lado. A intolerância de um lado e o perdão do outro.

O que farão quando forem roubados?? O que farão quando forem injustiçados?? O que farão quando estiverem passando fome?? Trata-se de um período de muita iniqüidade. Esta será uma grande oportunidade para exercitar o sermão do monte; perdoar, dar tudo o que tem; amar a quem se comporta como inimigo; observar os falsos profetas falarem e agirem; repartir o último prato de comida; não tomar partido nas disputas alheias; não tomar partido das vítimas (elas devem perdoar).
POR OUTRO LADO, OS JUSTICEIROS IRÃO BUSCAR A “JUSTIÇA”. Eles desprezam A SENSAÇÃO DE IMPUNIDADE. Ele deseja e espera a plena punição.

DE FORMA OPOSTA, neste dia, o justo brilhará, mostrará a sua luz, não por se afastar do iníquo, desprezando-o, mas, por procurá-lo intensamente para curá-lo.
Neste dia o justo sofrerá, sentirá dor, mas continuará a amar àquele que o maltrata.

Este foi o dia de glória de Jesus: (Marcos 10:37-39) 37 Disseram-lhe: “Concede-nos que nos assentemos um à tua direita e outro à tua esquerda, na tua GLÓRIA.” 38 Mas Jesus disse-lhes: “Não sabeis o que pedis. PODEIS BEBER O COPO QUE EU ESTOU BEBENDO OU SER BATIZADOS COM O BATISMO COM QUE EU ESTOU SENDO BATIZADO?” 39 Disseram-lhe: “Podemos.” A isso Jesus disse-lhes: “Bebereis o copo que eu estou bebendo e sereis batizados com o batismo com que eu estou sendo batizado.


Neste tempo, os médicos (justos) terão muito trabalho e não fugirão dos pacientes (iníquos).

DESTA FORMA, OS “MÉDICOS” PROVARÃO QUE ENTRARAM NO REINO DE DEUS.
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>FIM>>>>>>>>>>>>>

ednilson sacramento disse...

Boa noite, irmão Paulo.
Mais um detalhe a respeito do rei Jesus.
Ele não cumprimentava os iníquos por uma questão de educação.
Ele não se associava com os iníquos por uma questão de educação.
Ele não comia com eles por uma questão de educação ou apenas para lhes transmitir as boas novas.
Ele não chamou Judas Iscariotes de amigo quando este o estava traindo, por uma questão de educação. Tampouco se tratava de uma frase de efeito.
Jesus era "autêntico" em seus sentimentos.
Ele não fingia ser o que ele não era, (hipócrita) apenas para ser educado.
Os sentimentos do rei eram sempre autênticos, todo o tempo.

O Mestre é para ser copiado e não aplaudido..

É incrível este mestre não é????

ednilson sacramento disse...

Nicodemos não conseguia com os seus olhos VER o reino de Deus.
Jesus, ONDE está este reino de Deus??
Jesus responde para Nicodemos, um instrutor do povo:
3 Em resposta, Jesus disse-lhe: “Digo-te em toda a verdade: A menos que alguém nasça de novo, NÃO PODE VER o reino de Deus.”

Para poder VER o reino, Nicodemos precisava nascer de novo.

Ele precisava deixar de ser um "justiceiro". Ele precisava de vinho novo. Ele precisava de informações novas. Ouviste que se disse; no entanto eu vos digo.
O reino estava lá, no entanto, Nicodemos não o estava vendo.

ednilson sacramento disse...

NASCER DE NOVO -
“Não te maravilhes por eu te dizer: Vós tendes de nascer de novo.”

COMO UM "JUSTICEIRO" PODE TORNAR-SE UM "PERDOADOR"?? Ele tem de nascer de novo. São sentimentos opostos.
COMO UM "GURREIRO" PODE TORNAR-SE UM "PACÍFICO"?? Ele tem de nascer de novo. São sentimentos opostos.

Seria uma obra milagrosa do espírito santo??
Faria o espírito santo uma lavagem neste homem??

Não podemos esquecer do livre-arbítrio.
Não podemos esquecer que o humano é movido pela vontade.
Tire a vontade e o homem será um mero robô.

Para haver livre-arbítrio tem de existir vontade.

DAR MEIA VOLTA - Isto representa muito bem um nascer de novo, não representa??

Você precisa andar no sentido oposto ao que você andava até ontem.

Você acreditava ser verdade, e fazia tudo de um jeito até ontem, não é verdade?? Você gostava do que fazia, não é verdade??
Envolvia os teus sentimentos en relação a alguma coisa ou alguma pessoa.

Eles amavam apedrejar pecadores, isto é, dar a tais pecadores o que eles mereciam, com o objetivo de agradar a Jeová, tendo uma ordem registrada nas "escrituras".
Precisavam andar no sentido oposto a tudo isto.
Tinham de nascer de novo, não tinham????
Ponha-se no lugar deles. Nasça na tribo de Levi uns dez anos antes de Jesus nascer. Aprenda as Escrituras com os professores da época. Quando você estiver com quarenta anos, vá até o monte e ouça as palavras de Jesus (o chamado sermão do monte). Veja o que isto representará para o teu interior.
Você precisa andar no sentido oposto.

Anônimo disse...

pra nascer de novo , tem que nascer de novo todo dia devido ao livre arbítrio? , pois as obras da carne guerreiam contra as obras do espírito todo dia.

ExatoVerdade disse...

Quando nascemos de novo, somos guiados pelo espírito santo - todos os dias.

Se o espírito santo de Deus habitar em nós, seremos guiados pelo espírito todos os dias

MisterKey disse...

1- Existe aquilo que chamamos de "Deus", e ele é bom, e responde às orações de qualquer pessoa, e isso não depende da fé da pessoa nem de suas crenças ou práticas nem se ele acredita ou não em Jesus, Alá ou qualquer outro nome.
Você pode provar na Bíblia que essa afirmação é falsa, e eu posso provar que é verdadeira,
simplesmente porque a Bíblia em português é contraditória.

2- Devido à sua enorme bondade, esse Deus não condenará nenhuma pessoa, só porque ela acredita ou desacredita nisso ou naquilo. Mesmo as práticas da pessoa, por piores que sejam, não são motivos suficientes para condenar alguém justamente à morte eterna. O sofrimento é bom pois é uma forma de aprendizagem, a morte eterna e a existência de um Deus amoroso são conceitos incompatíveis.

3- Não podemos afirmar com certeza que uma Bíblia em português é a Palavra de Deus, então ninguém pode ser julgado por desobedecer o que está escrito em uma Bíblia em português.

4- Existem dezenas de traduções da Bíblia em português, e elas não são iguais. A tradução Almeida tem alguns séculos de existência, a Tradução do Novo Mundo só tem algumas décadas e elas são diferentes. Deus não vai condenar milhões que seguiram a mais antiga, pois só tinha essa naquele tempo.

5- Milhões de pessoas são analfabetas e outras bilhões morreram analfabetas e a Bíblia não é fácil de entender nem estava disponível para a grande maioria durante muitos séculos. Um Deus de amor não vai condenar uma pessoa por ela ser analfabeta mesmo que ela não tenha se esforçado para deixar de ser.

6- Durante séculos a tradução mais usada em inglês foi a King James, e ela estava errada como foi comprovado do século 20, então Deus não vai condenar milhões de pessoas que seguiram ou deixaram de seguir essa Bíblia durante esses séculos.

7- Aquilo que é "A Verdade" não pode ser transmitido através de palavras. As palavras ajudam, assim como uma placa ajuda a chegar numa cidade, mas a placa não é a cidade,
assim como as palavras não são a verdade, a verdade está além das palavras e é indefinível, Jesus deu uma definição mas ninguém a entendeu até hoje.A linguagem é só um meio de comunicação e existem milhares de idiomas, cada um com sua cultura. Para traduzir a Bíblia, o tradutor tem que conhecer duas culturas e não tem como ele conhecer a cultura de povos que viveram milhares de anos atrás, então toda a tradução da Bíblia é uma falsificação de certa forma. Nenhuma Bíblia em português pode transmitir a verdade, pois ao ser traduzida ela passou pelo "filtro" da interpretação do tradutor, e, por mais honesto que ele seja, esse "filtro" distorce as coisas. Veja que eu estou admitindo a possibilidade de a Bíblia nos idiomas originais ser a Palavra de Deus, o que não pode ser provado, e é mais um motivo para qualquer pessoa ser absolvida por não segui-la.

8- A linguagem humana é uma forma imperfeita de comunicação, pense, são apenas algumas vogais e consoantes produzidas nas suas cordas vocais. A linguagem humana não pode transmitir com perfeição aquilo que é a verdade, pois mesmo que eu conheça a verdade, ao tentar transmiti-la o meu ouvinte pode interpretar de uma forma totalmente diferente do que eu queria passar.

9- O conhecimento cientifico e histórico atual criou muitas perguntas sobre a Bíblia que são irrespondíveis a menos que se admita que ela não é para o nosso tempo. Na realidade muitas coisas são totalmente incompatíveis e algumas coisas da ciência não tem como discordar,o que torna a Bíblia não confiável nesses casos.

10- O conhecimento cientifico atual faz que seja necessária uma outra Bíblia que explique melhor como surgiu o mundo e porque as coisas são como são.

11- A sua morte e de seus entes querido é certa, a menos que Jesus cumpra a sua palavra dentro de nossa geração e nos salve. Até agora, as profecias de Jesus NÃO se cumpriram.

Aquilo que é a verdade, quando for revelado, será tão claro que estará além de qualquer dúvida, para qualquer pessoa.



ExatoVerdade disse...

João 15:26 Quando chegar o ajudador* que eu vos enviarei do Pai, o espírito da verdade, que procede do Pai, esse dará testemunho de mim;

No texto acima, estamos sendo ensinados de uma 'coisa' "externa" , "de outro mundo"....
Nascer de novo, envolve receber o testemunho de Jesus Cristo. É o próprio Pai quem o dá. Aí, se temos o testemunho do próprio Deus, não precisamos mais do testemunho de homens...

Busque, peça, bata pelo testemunho de Deus. Com certeza , esse sim que é o único e aceitável testemunho da Verdade. Jesus o prometeu, e ele tem cumprido a sua palavra. Prove isso por ti mesmo.

João 6:37 Tudo o que o Pai me dá virá a mim, e aquele que vem a mim, eu de modo algum enxotarei

Ednilson Sacramento Silva disse...

Irmão Key, permita-me o diálogo.
Assim vejo as suas colocações, passando a respondê-las.

1 - Deus é Amor e deseja que todos nós sejamos como Ele.
A Bíblia é contraditória em todos os idiomas. Deus respeita o livre-arbítrio do seus alunos e os permite errar, além de nos permitir colocar palavras em Sua boca. A resposta a uma oração independe de quem a faça. Depende exclusivamente da personalidade Dele, o Ouvinte.
2 - O Pai não julga a ninguém. Um professor ensina, ele não julga o aluno.
3 - "Palavra de Deus" é a expresão que sai da boca de Deus. O que está escrito nas Escrituras pode ou não ser a "palavra" de Deus. Vide o diálogo entre Jesus e o Tentador, onde este apresenta para Jesus uma palavra supostamente de origem divina. Mas quem conhece a "sabedoria" do Pai rejeitaria aquela palavra.
4 - O Pai não julga a ninguém.
5 - O Pai não julga a ninguém.
6 - O Pai não julga a ninguém. O Pai perdoa todos os pecados de todos os pecadores.
7 - Jesus é o semeador da semente excelente. A semente leva em si toda a informação para a produção de uma árvore, que por sua vez, produzirá frutos segundo a sua espécie. As palavras precisam ser provadas sábias ou tolas. Existe um outro elemento muito importante. Trata-se de um local invisível, chamado coração, local onde Jesus semeia a palavra que ele recebeu do Pai.
8 - Para que o ouvinte veja como você vê, ele precisa saber das mesmas coisas que você sabe. Se ele tiver as mesmas informações, todas elas e ter a mesma sensibilidade no coração, ele chegará a mesma conclusão.
As parábolas de Jesus visavam fazer o humano perceber o "moral da história".
9 - A Bíblia não é um compêndio científico. As palavras saídas do interior do Pai têm como objetivo ensinar o humano a como ele deve viver o dia a dia. Visam ensinar-nos como resolver problemas de relacionamento humano. Na maioria dos casos, nós discordamos do Pai. Precisamos entender o PORQUE. É uma questão de sabedoria. Nascer é fácil. Não dependeu de mim. Continuar a viver dependerá da sabedoria. O Pai nos fornece um quia. Há caminhos que ao homem parecem vida, mas.....
Somente concordarão, após verem ou passarem pelos resultados.
10 - Não são estas coisas que são importantes e sim como continuar a viver neste planeta. O que realmente interessa é como viver aqui sem destruir o meio ambiente (plantas, animais, atmosfera e humanos).
Só falta agora nós encontarmos um outro planeta com condições iguais à da terra sem o homem, e nos aposarmos dele para fazer o mesmo que fazemos aqui.
11 - A nossa morte é consequência de nossos erros. O meu erro também pode ocasionar a morte de outras pessoas. O Professor ensinou esta lição para Davi. Depois de plenamente CONVENCIDO, o humano OBEDECERÁ aquelas palavras que realmente saíram do interior do Pai, o Professor.
Me desculpe a intromissão.

Ednilson Sacramento Silva disse...

Irmão Anônimo, permita-me fornecer-lhe uma resposta a esta tua pergunta.
"Temos de nascer todos os dias"??
Depois de plenamente convencido, o humano passa a dar meia volta. Trata-se de uma decisão pessoal baseada no raciocínio deste humano. Isto no que se refere a um determinado assunto.
Por exemplo:
Um humano que lutava convictamente pelo seu país, convenceu-se de que todos os humanos são irmãos, independente do grupo em que nasceram. Depois disto, ele passa a amar o seu próximo desconhecido como ele ama a si mesmo. Depois disto, ele se convence de que o Pai dele e do outro próximo ficaria muito triste se ele levantasse uma arma qualquer contra o outro filho Dele. Daí ele decide nunca mais matar um próximo.
Até aí, tudo bem.
O seu país entra em guerra e ele afirma que não vai matar o seu irmão. Até aí, tudo bem.
Em um belo dia, um próximo do outro país, mata um filho seu, e bem na sua frente.
O que será que ele vai fazer agora??
A sua decisão está sendo colocada em questionamento. Até onde vai a sua decisão?? Até onde você mantém a sua decisão?? Você é um perdoador?? Ou será que você é alguma coisa de acordo com as circuntâncias??? Até aqui eu sou um perdoador. Daqui em diante eu sou um matador??

Neste caso, o homem está sendo provado sobre a sua profundidade. Será que ele é um camaleão que muda de acordo com as características da situação??

Se você decidir matar o teu próxímo,o que você revelou em relação a você mesmo??
Você prova apenas que ainda não mudou. O ponto de verificação (prova) revelou que você ainda não mudou. Você achava que tinha mudado, apenas achava.

Ednilson Sacramento Silva disse...

Neste caso, o irmão percebeu que Jesus estava reinando. Ora, se ele já estava reinando, o seu reinado já havia começado. Neste caso, o reino de Deus já estava estabelecido. O rei já havia sido ungido. Já havia o rei e ele já estava reinando. Jesus não estava reinando "sobre". Não era um reinado de cima para baixo, exercido com autoridade. Ele mesmo falou que "não é assim entre vós". As pessoas não percebiam a existência do reino, pois procuravam um reino com as mesmas características de um reinado do mundo. Rei acima dos súditos; rei tirano; imposição da lei; fiscais da lei; juízes e soldados defensores do rei e do reino; cidades muradas a serem protegidas; território dividido em lotes e cercados; ricos e pobres buscando e armazenando safras e coisas, se apossando de coisas, animais e até mesmo de pessoas.
No caso do reino de Deus, tratava-se de um reino que não havia cidade murada; não havia uma pirâmide hierárquica, pois todos eram irmãos por serem filhos do mesmo Pai e se sentirem reais filhos do mesmo Pai e por agirem quais filhos do mesmo Pai.
Tratava-se de um reino que não havia súditos acumulando nada, pois os súditos se desfaziam de seus bens para seguir o rei, aquele que dava o exemplo em nada ter. Não existe rico neste reino, pois é um reino de pobres.
Os súditos não tinham tesouros materias para defender, pois seus tesouros não se queimavam e não podiam ser roubados.
Neste reino ninguém matava ninguém, pois tratava-se de um reino formado por "perdoadores". Neste reino não existem "justiceiros", isto é, pessoas que desejam que os culpados paguem por seus pecados.

Tratava-se de um reino inédito. Tratava-se da forma como o Pai havia projetado o dia a dia do humano. Embora usufruíssem de tudo, não eram donos de nada, pois o Pai é o único dono.
Não há ninguém dando punições em outros, pois eles entendem e aceitam que o Pai seja o único que deve aplicar punições, quando este achar conveniente. Eles entendem que a punição é somente para alertar o iníquo do erro do seu caminho.

Este reino existe, basta entrar nele, basta participar como súdito.
Para entrar é necessário concordar com o Pai. Uns 10 %, outros 20%, outros 30%, outros 40%, outros.......
Neste reino, os súdutos não excluem. Eles ajudam..